Parceria entre laboratório da FEEC e empresa-filha Neuralmind usará inteligência artificial para soluções de combate à Covid-19

O consórcio entre o Laboratório MICLAB (Medical Image Computing Lab), da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC) da Unicamp e a Neuralmind, empresa-filha da Unicamp, foi um dos selecionados para o desafio tecnológico do IdeiaGov, que propõe o desenvolvimento de soluções para diagnóstico da Covid-19, por meio de inteligência artificial em tomografias computadorizadas e raios-x.

A solução apresentada pode ser utilizada tanto na radiografia do tórax quanto na tomografia computadorizada. É usado o que na inteligência artificial chama-se redes neurais convolucionais (CNN), formuladas a partir de inspirações biológicas e que promovem melhora no atendimento e em diagnósticos.

Neste desafio proposto, as empresas poderiam ser aprovadas em duas categorias: Radiografia e Tomografia Computadorizada. Ao todo, se inscreveram 15 iniciativas, três foram aprovadas e o consórcio foi aprovado nas duas categorias. Para o professor Roberto Lotufo, da Neuralmind, a parceria da empresa e do laboratório foi essencial para essa dupla seleção:

“Quando eu li sobre o edital, imaginei que tínhamos chance de ganhar porque trabalhamos com isso há muito tempo. Mas, somente com a Neuralmind não seria possível ganhar esse desafio, a conexão da nossa expertise com a do MICLAB foi essencial para sermos selecionados”, comemorou Lotufo.

Além de ocupar o cargo de direção na empresa, Lotufo também é professor colaborador na FEEC, onde criou junto com a professora Letícia Rittner o laboratório na FEEC. As atividades do laboratório são voltadas ao processamento de imagens médicas e de acordo com a professora, desde abril estão desenvolvendo pesquisa de combate à Covid-19, o que auxiliou a participação no desafio.

“Durante a pandemia, os alunos que compõem o laboratório se mostraram muito engajados a estudarem artigos e conjunto de dados de todo o mundo relacionados à doença. Essa iniciativa nos ajudou a focar na Covid. Estamos há 4 meses estudando sobre como nossa experiência com a ressonância magnética aplicada em imagens de cérebro pode alavancar novas soluções em imagens de tomografia computadorizada de pulmão”, explicou Rittner.

Para o diretor-executivo da Inova Unicamp, Newton Frateschi, a seleção do consórcio é um ótimo exemplo de como empresas podem trabalhar junto à Universidade e usar o conhecimento para impulsionar o meio social. “É importante destacar que essa parceria foi selecionada nas categorias raio-x e tomografia. Esse reconhecimento só ocorreu porque foi vista a competência do laboratório quanto à capacidade inovadora da empresa, ambas provenientes da Unicamp. É um exemplo de como o conhecimento pode ser transformado em inovação e pode ter impacto, tanto no momento da pandemia, como em outros cenários”, expressou Frateschi.

Sobre o IdeiaGov e próximos passos

O IdeiaGov é um hub de inovação que tem como objetivo trazer soluções de mercado e da sociedade para desafios do Governo do Estado de São Paulo. São responsáveis por fazer a conexão entre empresas e gestores públicos na jornada de desenvolvimento, implementação e no escalonamento de soluções tecnológicas e inovadoras nos desafios propostos. Para Lotufo, o propósito é fomentar e promover o desenvolvimento de soluções no estado ou no país, de forma que o Governo de São Paulo não dependa de soluções internacionais.

O desafio que o consórcio foi selecionado faz parte de uma das quatro iniciativas propostas para combate ao coronavírus. Assim, selecionou iniciativas com a competência para desenvolver soluções de diagnóstico, mas que de acordo com Rittner também tem o intuito que cheguem de fato aos hospitais.

Para desenvolver a solução, as inciativas selecionadas terão apoio das equipes técnicas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) e da Companhia de Processamento de Dados de São Paulo (PRODESP), na execução de provas de conceito, testes pilotos e informações técnicas não sigilosas relacionadas ao combate da Covid-19.

Matéria publicada originalmente no site da Agência de Inovação da Unicamp.  

 

Imagem de capa

Imagens de tomografia computadorizada do pulmão
Tomografia computadorizada (esquerda); pulmão (em vermelho) e lesão (em verde) segmentados pelo especialista (meio); pulmão (em vermelho) e lesão (em verde) segmentados pelo algoritmo de Inteligência Artificial