Unicamp faz parte da Rede Federal de Inovação no Setor Público – Inovagov

##
Coordenadora-geral da Universidade, professora Teresa Atvars: estímulo para disseminar a cultura de inovação organizacional

A Coordenadoria Geral da Universidade (CGU) firmou, em maio passado, um termo de adesão à Rede Federal de Inovação no Setor Público – Inovagov. O objetivo é impulsionar a qualidade e a efetividade na forma como a Universidade conduz seus projetos, processos e serviços. Segundo a coordenadora-geral da Universidade, professora Teresa Adib Zambon Atvars, compor esta rede será um estímulo para disseminar a cultura de inovação organizacional ao reduzir os excessos de burocracia com a proposição de soluções criativas e centradas na experiência do usuário, seguindo as diretrizes do manifesto da Inovagov. 

A Unicamp se consolidou como uma das melhores universidades da América Latina e está entre 1% das melhores do mundo, e em apenas meio século de existência. Não é pouco. Focada na excelência no ensino, na pesquisa, na extensão e na assistência à saúde, precisa adquirir excelência na gestão pública, uma área que no Brasil vem ocorrendo um certo esforço de aprimoramento, mas que ainda está longe de atingir o serviço ao cidadão. É nessa perspectiva que estamos nos inserindo neste projeto, para aproveitar experiências bem sucedidas em outros órgãos públicos e também para divulgar nossos projetos bem sucedidos em gestão com foco no usuário do serviço público”, explica.

Na opinião da coordenadora-geral, em um país com as enormes desigualdades que se explicitam a cada dia, qualificar a gestão é uma obrigação de todo órgão público. Nesse sentido, desenvolver e incorporar na administração pública práticas que possam facilitar a vida de todos, reduzindo o esforço administrativo para que se tenha fôlego de produzir mais e melhores serviços públicos, é um desafio. “E se de um lado incorporar tecnologias nos processos de trabalho é uma das formas de desburocratizar sem perder o rigor com o qual as leis devem ser obedecidas, de outro a incorporação de tecnologias deve permitir a redução das normativas redundantes, reduzindo a burocracia que não agrega valor ao serviço. É nessa direção que buscamos integrar esforços para inovar na gestão, para servir melhor ao cidadão”, completa a coordenadora.

Para a assessora da CGU, professora Milena Pavan Serafim, esta é mais uma ação que desloca a Universidade, do campo do reconhecimento dos excessos de burocracia, e a coloca no campo da ação, do movimento. “A Unicamp é uma instituição de renome e excelência no âmbito do ensino, pesquisa e extensão, mas há um certo abismo entre o que o mundo acadêmico, que produz e desenvolve pesquisa e conhecimento avançado, e o mundo administrativo, que incorpora lentamente melhorias no seu processo de trabalho”, explica a assessora.

Servidores que participaram da 5a. Semana de Inovação no Setor Público, em novembro de 2019, em Brasília
Servidores que participaram da 5a. Semana de Inovação no Setor Público, em novembro de 2019, em Brasília

Programa DesburocratizeMilena Serafim destaca ainda que a CGU inovou em pautar abertamente à comunidade interna sobre o problema, multifacetado, da desburocratização por meio do Programa Desburocratize e proporcionar aos atores envolvidos repensarem o serviço público como um todo. Todas as ações são frutos de inúmeras discussões e debates com colaboradores interessados em uma gestão mais eficiente. “Agradecemos em especial aos 60 participantes, entre equipe virtual e presencial do Desburocratize, e principalmente aos líderes que tem nos apoiado incansavelmente”, comemora a funcionária da CGU, Eloisa Cadeira Durães. Em especial, ela cita os líderes Ana Paula Montagner (Pró-Reitoria de Desenvolvimento Universitário), André Luis Camargo (Instituto de Química), Camila Graziela Vanni (Faculdade de Educação Física), Gesiel dos Santos (Diretoria Geral de Recursos Humanos), Matheus da Silva Marcheti Martins (Educorp) e Rafael Felipe Reatti (Faculdade de Ciências Farmacêuticas).

Milena Serafim ressalta também a participação da Unicamp na 5ª Semana de Inovação do Setor Público, em Brasília, que aconteceu em novembro do ano passado. Com o apoio da Educorp, foi possível a participação de 11 servidores - Raphaela Fonseca Pansani de Alencar (Instituto de Biologia), Talita de Almeida Mendes (Diretoria Executiva de Planejamento Estratégico Integrado), Arnaldo Luis Lixandrão Filho (Instituto de Física Gleb Wataghin), Bruno Gomes Ximenes (Instituto de Biologia), Rafael Felipe Reatti (Faculdade de Ciências Farmacêuticas), Érika da Silva Campos Damas (Instituto de Biologia), Newton de Almeida Prado Junior (Diretoria Geral da Administração), Matheus da Silva Marcheti Martins (Educorp), Eloisa Caldeira Durães (CGU) e Silviane Rodrigues Duarte (CGU), além da professora Milena Serafim. (Confira abaixo a experiência de alguns dos servidores que participaram do evento)

Lab. Gesta - A CGU aprovou, recentemente, em sua certificação uma célula denominada, Laboratório de Inovação em Gestão Pública da Unicamp (LAB. GESTA), que consiste em um espaço institucional de excelência para criar e executar condições favoráveis à inovação, gerando produtos, serviços e transformando processos, por meio de melhorias incrementais e disruptivas. A intenção é que novas soluções sejam pensadas por ângulos diferentes e testadas com protótipos de baixo custo. Vale destacar que o usuário final estará no centro de todo o processo exploratório. Todas essas ações e as que estão por vir esperam cultivar hábitos de fomento à mudança estruturada e engajar outros profissionais para a constituição de uma massa crítica em prol da desburocratização e inovação permanente”, completa a assessora da CGU.

Confira algumas das experiências dos participantes na 5a Semana de Inovação no Setor Público

- Érika da Silva Campos Damas (supervisora de seção no IB) - Participar da 5ª Semana de Inovação me fez inserir inovação em atividades cotidianas, melhorando os resultados na gestão da organização. A tecnologia aplicada ao serviço público é uma aliada estratégica, que vem para melhorar a relação necessidade do usuário x eficiência do serviço prestado, ponto importante que estamos trabalhando no Programa Desburocratize”

- Rafael Felipe Reatti (profissional de TIC na FCF) – “Grande parte das soluções que conhecemos no evento foram frutos de pequenas ações de melhoria e simplificação que somadas contribuíram para o aumento de eficiência em grandes instituições. Inspirados nesses exemplos estamos realizando pequenas melhorias e simplificações na Unicamp através do Desburocratize”

- Arnaldo Luis Lixandrao Filho (profissional de pesquisa em ciências exatas, IFGW) – “O momento atual em que vivemos exigirá diversas rupturas e a adesão da Unicamp ao InovaGov é uma oportunidade excelente de inovar e desburocratizar. A expectativa é que a inovação aliada a ruptura gere de modo espontâneo os saltos tecnológicos”.

Imagem de capa

Quatro homens e três mulheres que participam das ações da CGU
Todas as ações são frutos de inúmeras discussões e debates com colaboradores interessados em uma gestão mais eficiente.