Unicamp aprova curso de Licenciatura em Teatro

Reunião do Conselho Universitário da Unicamp
Consu aprovou criação do curso no dia 26 de novembro

O Conselho Universitário (Consu) da Unicamp aprovou, em sessão realizada na terça-feira (26), a criação do curso de Licenciatura em Teatro. A Universidade, com a nova graduação, passará a oportunizar formação para professores da área de artes cênicas, que poderão atuar em escolas de todos os níveis. A Licenciatura funcionará em período noturno e serão 25 vagas, ofertadas a partir do vestibular 2021, que ocorre no fim do ano de 2020. 

O curso, que funcionará no Instituto de Artes (IA), surge de uma demanda antiga dos próprios estudantes, explica o coordenador da Graduação em Artes Cênicas, Rodrigo Spina, já que Campinas e região não possuem instituições de ensino com licenciatura nessa área. Ele também pontua que a proposta do curso surge de um contexto de mais de 30 anos de experiência no Bacharelado em Artes Cênicas, e que o novo curso também terá muita prática, propiciando ao futures professores que entendam o fazer teatral pelo próprio jogo cênico.

A Licenciatura em Teatro está em consonância com a inclusão do teatro, juntamente com artes visuais, dança e música, no campo das artes, integrando o currículo da educação básica, através da Lei n° 13.278/2016. A legislação, que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), prevê que os profissionais sejam formados para atuar nesta demanda. A fim de contemplar a demanda de implantar esse componente curricular no ensino infantil, fundamental e médio, a lei fixou um prazo de cinco anos para que os sistemas de ensino promovam a formação de professores.

Rodrigo acredita que, com uma expansão do ensino de teatro nas escolas e com profissionais qualificados para esse ensino, haverá um impacto positivo na sociedade, na medida em que o teatro propicia se colocar no lugar do outro, gerando uma visão humana global. “A questão da intolerância e dicotomias sociais está muito pronunciada na contemporaneidade e o fazer teatral, que tem a alteridade em sua constituição, poderá trazer um impacto muito positivo para futuras gerações, ao fazer com que o  indivíduo em sua formação aprenda a lidar com as diferenças a partir de seu próprio corpo”, observa.

Até que ingresse a primeira turma do curso, o professor explica que serão realizados encontros com estudiosos da pedagogia teatral, visando proporcionar uma experiência ao corpo docente e amadurecer a licenciatura. Ele também comemora que, num momento de desvalorização da profissão dos professores, a Unicamp dê esse passo importante.

Ingresso

A forma de ingresso será constituída de três etapas. Além da prova do vestibular, o candidato deverá passar por prova prática e por entrevista. 

Ênfase do curso

O projeto pedagógico do curso, encabeçado pelos professores Rodrigo Spina e Verônica Fabrini, propõe a articulação entre pensamento, prática e estratégias pedagógicas, assumindo a prática como componente curricular como linha central estratégica. Nesse sentido, a Licenciatura dialoga com o Bacharelado em Artes Cênicas, tendo como ponto de conexão a ênfase Teatro e Comunidade. Esta área, pouco explorada no Brasil, é um campo fértil de atuação e desenvolvimento de pesquisas, produzindo impacto social. 

Três eixos temáticos estão previstos na licenciatura: Técnicas e Processos de Formação do Educador em Teatro (o professor-pedagogo); Poéticas e Linguagens da Cena (o professor-artista) e Arte e Contexto (o professor-artista-no-mundo). 

Campo de trabalho

Egressos terão a possibilidade de trabalhar em escolas de todos os níveis de ensino, cursos técnicos em Teatro e cursos superiores, atuando na preparação, planejamento, execução e avaliação das atividades teatrais. Além disso, o profissional estará habilitado a organizar atividades que congreguem professores, alunos, familiares e funcionários, como mostras, eventos culturais, festivais estudantis, festas comemorativas.

Outro ponto de atuação é em projetos governamentais de cultura, ONGs, grupos de teatro amadores/comunitários, grupos de teatro profissionais, realizando preparação de oficinas, workshops, cursos imersivos.

O profissional também poderá trabalhar nas áreas de empreendedorismo cultural, gestão e produção cultural, exercendo as funções de supervisão e gerenciamento de atividades culturais, tais como: curadoria, avaliação e execução de projetos, organização de eventos, entre outros.

Imagem de capa

Audiodescrição: em área externa, imagem em perspectiva e panorâmica, 4 prédios com 3 andares, retangulares e dispostos um à frente do outro, à esquerda na imagem. Há um espaço de cerca de 10 metros entre cada um deles. Na lateral do prédio em primeiro plano se lê Instituto de Artes, IA. As edificações são feitas com blocos de concreto pintados de branco, e na fachada deles há aparelhos de ar condicionado e faixas verticais de tijolinho, com largura de 1 metro. Há duas árvores próximas a eles. Imagem 1 de 1.
Instituto de Artes da Unicamp