Insegurança alimentar se agravou e população precisa de políticas públicas para garantir alimentos em quantidade e qualidade

A pandemia de Covid-19 agravou ainda mais a insegurança alimentar da população. Brasileiros que já tinham dificuldades para acessar alimentos em quantidade e qualidade suficientes, agora dependem ainda mais das políticas públicas que garantam esse direito, previsto na Constituição.
A professora Julicristie Machado de Oliveira, da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) da Unicamp participa deste Direto na Fonte comentando ainda sobre agricultura familiar e sobre os hábitos alimentares e sua relação com o meio-ambiente.