Unicamp é a melhor instituição de ensino, segundo a Revista Ferroviária

O professor da FEM Auteliano Antunes dos Santos Junior recebe o prêmio das mãos do senador Jean Paul Prates
O professor da FEM Auteliano A dos Santos Junior recebe o prêmio das mãos do senador Jean Paul Prates

A Unicamp foi escolhida pela Revista Ferroviária como a melhor instituição de ensino. O prêmio foi concedido na categoria especial para a universidade de destaque no cenário brasileiro em pesquisas e ensino ligados à área ferroviária. A escolha dos finalistas e vencedores foi feita por um Colégio Eleitoral, formado por cerca de 5 mil profissionais do setor que atuam em operadoras de cargas e passageiros, empresas consumidoras, fornecedoras e associações de classe.

O professor Auteliano Antunes dos Santos Junior, coordenador do Laboratório Ferroviário da Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM), recebeu, em setembro último, o troféu em nome da Unicamp. Segundo ele, a honraria demonstra a confiança do setor ferroviário no trabalho de formação de profissionais e na qualidade das pesquisas desenvolvidas pela Universidade.

Entre os diversos projetos atualmente desenvolvidos na área na FEM, destacam-se os que estudam as características dinâmicas de veículos ferroviários, o projeto de novas configurações para os veículos, o efeito das cargas dinâmicas sobre os componentes das vias e o desenvolvimento de soluções inovadoras para a inspeção em componentes do sistema ferroviário.

A Unicamp é, também, a instituição líder da rede de pesquisas denominada Cátedra de Vagões, patrocinada pela Vale S/A, que reúne projetos de pesquisa e desenvolvimento realizados em diversas instituições sobre assuntos ligados à segurança e eficiência do transporte ferroviário de cargas. De acordo com Auteliano, a Cátedra de Vagões da Vale foi o grande impulso que, junto com as atividades desenvolvidas na Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC), no Laboratório de Ensaios Dinâmicos (Labedin) da FEM e em vários outros setores, permitiu à universidade assumir um papel de destaque na pesquisa ferroviária no país”.