Universidade da China oferece bolsas de estudo para campineiros

Prefeito Jonas Donizette lança programa de bolsas de estudos
Prefeito Jonas Donizette lança programa de bolsas de estudos

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, lançou na manhã desta terça-feira, 22 de janeiro, um programa de bolsas de estudos oferecido pela Universidade de Minjiang, da China, para moradores de Campinas. Esta parceria é fruto da relação de cidades-irmãs entre Campinas e Fuzhou, onde está localizada a universidade. Estão sendo disponibilizadas gratuitamente bolsas de estudo integral de iMBA (International Master of Business Administration) para o segundo semestre deste ano.

Sem limites de vagas, o programa de iMBA oferecido pela Newhuadu Business School (Escola de Negócios Newhuadu), da Universidade de Minjiang, é de especialização em “Empreendedorismo, Inovação e Gestão”. Com início em setembro, o curso tem duração de dois anos. “De forma inédita, Campinas firma hoje este convênio oferecendo bolsas de estudos na China para a nossa população. É um curso de alta qualidade internacional, no qual as pessoas terão oportunidade de conhecer uma cultura diferente da nossa e fazer uma especialização num país que reconhecidamente hoje se projeta de forma mundial”, destacou Jonas Donizette.

O prefeito de Campinas reforçou ainda outros benefícios da parceria. Além da bolsa totalmente custeada, o estudante receberá uma ajuda de custo mensal durante os meses acadêmicos de até 2.000 iuanes (moeda chinesa), equivalente a cerca de de R$ 1.100,00. Segundo a diretoria da Newhuadu, o gasto com as três refeições diárias no refeitório da universidade é de aproximadamente R$ 15,00.

O convite da Escola de Negócios Newhuadu foi feito oficialmente ao vice-prefeito de Campinas, Henrique Magalhães Teixeira, que viajou, em missão oficial, por cerca de um mês pelo território chinês no final do ano passado. Na ocasião, o vice-prefeito visitou o município de Fuzhou, cidade-irmã de Campinas desde 1996, e conheceu as instalações da universidade. “A Minjiang é uma grande universidade na Ásia e bastante reconhecida. Passei três dias lá participando de um seminário e o campus é fabuloso, com uma estrutura excelente. Estamos muito otimistas com o sucesso desta parceria e a grande oportunidade que está sendo oferecida para a população”, afirmou Henrique Magalhães Teixeira. O vice-prefeito recordou ainda que o atual presidente da República Popular da China, Xi Jinping, foi presidente da Universidade Profissional de Minjiang.

Requisitos

Para se candidatar, além de morar em Campinas, o interessado precisa atender a três pré-requisitos: é necessário ter curso de bacharelado concluído em qualquer graduação, nota mínima de 5.5 no IELTS Acadêmico (Sistema Internacional de Teste da Língua Inglesa) ou equivalente em teste de proficiência em inglês e ter menos de 50 anos.

Como se candidatar

Os candidatos campineiros, que estiverem aptos aos três requisitos, devem confirmar o interesse para participar da seleção enviando um e-mail, até o próximo dia 15 de fevereiro, com nome completo, idade, formação acadêmica e endereço em Campinas, para o endereço smdest.dci@campinas.sp.gov.br, do Departamento de Cooperação Internacional da Secretária de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo de Campinas. 

O departamento responderá os e-mails encaminhando a relação completa dos documentos que deverão ser enviados à Escola de Negócios Newhuadu para o processo seletivo. Neste e-mail, também haverá um convite para que os interessados participem de uma reunião na Prefeitura de Campinas, no dia 20 de fevereiro, quando o Departamento de Cooperação Internacional ficará à disposição para orientar, tirar dúvidas e informar o prazo limite para que os candidatos encaminhem à Newhuadu toda a documentação exigida para o processo seletivo.

É importante frisar que a seleção dos futuros alunos será feita exclusivamente pela universidade chinesa. Após receber a solicitação e os documentos de apoio, se julgar necessário, o comitê de admissão da Escola poderá fazer uma entrevista em inglês, por Skype.

O lançamento do programa nesta terça-feira, na Sala Azul, contou com as presenças de secretários da Prefeitura de Campinas, autoridades da comunidade chinesa, do legislativo do município e representantes de universidades de Campinas. “Estamos celebrando aqui mais uma importante ação de relação internacional da prefeitura. Campinas é uma das poucas cidades do país que tem um Departamento de Cooperação Internacional e temos colhido frutos importantes, seja nas áreas comerciais, com a vinda de empresas chinesas e de outros países para Campinas, intercâmbios culturais ou também na área de educação”, avaliou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo, André von Zuben.

Na cerimônia, a cidade de Fuzhou e a Universidade de Minjiang foram representadas pelo cônsul-geral adjunto do Consulado da China em São Paulo, Shi Leike, que assinou o Memorando de Entendimento da parceria juntamente com o prefeito Jonas Donizette e o vice Henrique Magalhães Teixeira. “Para o nosso consulado, Campinas é pioneira na colaboração que as prefeituras do Brasil buscam fazer com a China. Temos nos reunido constantemente para tratar de vários assuntos e a educação é uma das áreas importantes da cidade. Tenho uma filha e o sonho dela é estudar aqui na Unicamp, que é a melhor da América Latina. Estamos dando um passo importante para fortalecer a colaboração entre Campinas e as cidades chinesas”, reforçou o cônsul.

2)	Marcelo Knobel durante a cerimônia: Certamente, a China é um mercado importantíssimo, tanto do ponto de vista comercial quanto cultural
Marcelo Knobel durante a cerimônia: Certamente, a China é um mercado importantíssimo, tanto do ponto de vista comercial quanto cultural

Representando as demais universidades presentes no evento, o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, elogiou o programa oferecido à cidade. “Certamente, a China é um mercado importantíssimo, tanto do ponto de vista comercial quanto cultural. Para Campinas é um começo excelente e uma parceria fantástica.” Estiveram presentes também representantes da PUC-Campinas, Unisal, Facamp, Unip,Universidade São Francisco (USF), Universidade Brasil, Instituto Federal de São Paulo (IFSP) e UniMetrocamp/Wyden.

O curso

Durante os 24 meses acadêmicos, a iMBA de Empreendedorismo, Inovação e Gestão prevê 12 cursos especializados, como Gestão de Projetos, Análise de Negócios, Economia Gerencial, Estudo da Língua Chinesa, entre outros, além de seis matérias eletivas, entre elas “Inovação do Modelo de Negócios” e “Mercado Empreendedor e Capital de Risco”. O iMBA é projetado para melhorar a gestão e as habilidades de liderança dos participantes, reforçando a sua capacidade de enfrentar e resolver desafios complexos em um ambiente.