Orientações à comunidade universitária diante do aumento do número de casos de Covid-19

INFORMATIVO Covid-19 - No.2 – 21-01-2022

O Comitê Científico de Contingenciamento do Coronavírus da Unicamp reuniu-se no dia 18 de janeiro para elaborar algumas medidas necessárias ao enfrentamento do cenário atual de aumento de casos de Covid-19.  As decisões baseiam-se nos dados expostos a seguir.

No cenário estadual, desde novembro de 2021 foram suspensas as restrições de acesso a locais públicos e privados do Estado de São Paulo (www.são paulo.sp.gov.br), com normas especiais apenas para eventos (esportivos, musicais etc.) que possam provocar aglomeração, os quais devem observar uma redução de 30% na capacidade dos ambientes (pronunciamento do Governador de São Paulo, em 12 de janeiro de 2022).

Na Unicamp, grande porcentagem de servidores e estudantes já se encontra com o esquema vacinal completo contra a Covid-19. Além disso, o Cecom tem capacidade técnica para promover o atendimento à comunidade universitária, com testes de RT-PCR para a detecção de SARS-CoV-2, rastreamento de contatos, orientações sobre isolamento de casos positivos e monitoramento de sintomas, além da aplicação de vacinas contra a Covid-19 e, logo que disponíveis, contra infecções produzidas pelo vírus da Influenza H3N2.

Quanto à testagem, os testes rápidos para a Covid-19 (como o teste imunológico para pesquisa de antígeno do SARS-CoV-2) apresentam limitações em sua sensibilidade e seu valor preditivo negativo. Por outro lado, a testagem em massa da comunidade assintomática não se mostra eficaz para conter o espalhamento da variante Ômicron na situação atual, de grande transmissibilidade comunitária. Além disso, nossa estrutura laboratorial (LDMAD-Laboratório de Diagnóstico Molecular de Alto Desempenho) tem suprido a atual demanda de testagem para detecção de SARS-CoV-2 pelo método de RT-PCR, com liberação de resultados em até 48 horas.

Diante desses fatos, o Comitê Científico de Contingenciamento do Coronavírus da Unicamp reafirma a importância da vacinação completa, do uso de máscara, da higienização das mãos e do distanciamento social, já vigentes em todos os locais dos campi, como medidas prioritárias para proteção individual e contra a transmissão do vírus para outras pessoas.

Ao lado disso, orienta o preenchimento diário do aplicativo EducaSaúde (https://www.educasaude.unicamp.br) por todos os membros da comunidade universitária, com especial atenção às recomendações nele contidas.

Do ponto de vista do atendimento à comunidade, deliberou-se pela ampliação da oferta de pronto-atendimento no Cecom aos servidores, estudantes e trabalhadores terceirizados com sintomas respiratórios, com a manutenção do rastreio de contato dos casos confirmados positivos para SARS-CoV-2. Para isso, a força de trabalho do Cecom está sendo expandida, com a recente contratação de dois médicos e dois enfermeiros.

O Laboratório de Diagnóstico Molecular de Alto Desempenho (LDMAD) continuará a utilizar o método RT-PCR para detecção de SARS-CoV-2 em todos os pacientes sintomáticos e assintomáticos atendidos no Cecom. Exames realizados fora da Universidade com resultado negativo para SARS-CoV-2 e que não tenham sido realizados pelo método RT-PCR não serão considerados. Os resultados positivos deverão ser encaminhados ao Cecom pelo e-mail: css@cecom.unicamp.br.

Não serão realizados testes de RT-PCR para detecção de SARS-CoV-2 como parâmetro para o retorno das atividades laborais e acadêmicas.

Nenhum membro da comunidade Unicamp deverá permanecer em seu local de trabalho, estudo ou aula se apresentar sintomas respiratórios (tosse, coriza, dor de garganta, febre, entre outros). Contudo, estudantes e servidores saudáveis, assintomáticos e com esquema vacinal completo não serão afastados de suas atividades presenciais da Universidade em decorrência de contato com pessoas com resultado positivo para SARS-Cov-2. Os mesmos devem coletar swab nasofaríngeo entre o quinto e o décimo dia após a exposição, manter o uso de máscaras, a higienização das mãos e o distanciamento social preconizado pela Universidade.

Solicitamos a consulta ao seguinte link para informações sobre como agir em caso de sintomas gripais ou de Covid-19.

https://www.unicamp.br/unicamp/noticias/2022/01/19/orientacoes-comunidade-sobre-como-agir-em-caso-de-sintomas-gripais-ou-de-covid

Essas recomendações serão revisadas sempre que houver mudanças no cenário da doença. Perguntas e dúvidas devem ser enviadas para o e-mail retomada@unicamp.br

A CGU agradece a todos os participantes da reunião realizada no dia 18 de janeiro pela contribuição na elaboração das medidas aqui informadas.

Reitoria da Unicamp
Campinas, 21 de janeiro de 2022

Imagem de capa

Medidas para o enfrentamento da Covid-19
Medidas para o enfrentamento da Covid-19