[EA]² lança Página de Apoio ao Ensino Digital

imagem mostra a logomarca do ea2, com uma mão pressionando um botão, e a frase "página de apoio ao ensino digital"

O Espaço de Apoio ao Ensino e Aprendizagem - [EA]² da Unicamp lançou uma página especial de Apoio ao Ensino Digital. Ela reúne conteúdos, materiais explicativos e ferramentas que auxiliam professores e coordenadores de cursos da Universidade no planejamento, adaptação curricular e execução de disciplinas e atividades de forma remota. O uso de tecnologias e ambientes virtuais de aprendizado já eram incentivados na Unicamp, mas com a pandemia do novo coronavírus e a necessidade de interrupção das atividades presenciais, a incorporação desses recursos foi intensificada. Segundo informações do Grupo Gestor de Tecnologias Educacionais (GGTE), o número de disciplinas que passaram a utilizar recursos digitais aumentou em cerca de 40% entre 2019 e 2020. Ainda segundo o órgão, aproximadamente 83% dos docentes da Unicamp já fazem uso dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) em suas disciplinas.

"A interrupção do ensino foi abrupto, gerando uma ruptura na mediação do processo de ensino e aprendizagem. Isso gera um impacto muito importante na condução desse processo, então é necessário um replanejamento, novas decisões e nesse momento entram dilemas importantes para serem respondidos pelos professores, o que é algo muito inédito", analisa Soely Polydoro, coordenadora do [EA]². De acordo com a professora, a necessidade colocada a professores e coordenadores de replanejamento envolve uma série de questões que vão além das especificidades de cada disciplina, como as condições de produção e acesso aos conteúdos e mesmo os efeitos que a pandemia traz ao processo de aprendizagem. Por isso, além de ser um espaço onde os docentes podem encontrar materiais e conteúdos para suas aulas, a página possibilita o diálogo e a troca de experiências. 

A página disponibiliza aos docentes e demais interessados conteúdos que auxiliam desde o planejamento e organização das disciplinas, tutoriais de como utilizar os ambientes virtuais de aprendizagem, como Moodle e Google Classroom, e outros recursos tecnológicos, bancos de aulas que podem ser utilizados pelos professores e sugestões de como repensar os processos de avaliação. Soely ressalta que é importante oferecer conteúdos para todos os níveis de familiaridade com essas tecnologias, para que todos os professores possam aproveitar a página. "Nós tínhamos usuários novos, que precisavam conhecer o funcionamento dos ambientes virtuais, mas também usuários que já vinham trabalhando com esses ambientes em suas disciplinas, mas que não utilizavam todas as ferramentas, atividades e recursos disponíveis, então eles precisavam conhecer toda a versatilidade dessas plataformas", comenta. 

O espaço também permite o acesso a e-books e periódicos, com o apoio da Biblioteca Central César Lattes (BCCL), e também a gravações de webinários, promovidos pela Pró-Reitoria de Graduação (PRG), que contam com a participação de especialistas em inovações curriculares e ensino híbrido e discutem formas e estratégias de atuação nesse período. Outros conteúdos importantes reunidos na página são as resoluções e comunicados da Reitoria da Unicamp sobre a suspensão das atividades presenciais e orientações práticas para professores e alunos. 

A Unicamp foi a primeira universidade pública do país a suspender as atividades presenciais logo após a declaração de pandemia do coronavírus pela OMS. Desde então, vem construindo experiência e produzindo conhecimentos importantes sobre o ensino remoto e uso de tecnologias educacionais que são referência para outras universidades do país. De acordo com Eliana Amaral, pró-reitora de Graduação, muitas instituições têm aproveitado os conteúdos disponibilizados pelo [EA]² e incorporado as experiências da Unicamp em seus processos de adaptação e replanejamento.  

"Muita gente participou dos nossos webinários, eventos com mais de 300 pessoas, com uma grande proporção de pessoas de fora, e agora neste momento específico em que as instituições federais estão passando também para o ensino remoto, vão começar a se preparar para isso, elas têm nos chamado porque nossos professores adquiriram experiência do fazer que está sendo reconhecida. Então nossos do IMECC, do IQ e de outras tantas unidades têm sido convidados para discutir com as outras instituições e nós temos sempre disponibilizado o endereço do [EA]² para que essas instituições se apoiem", relata a pró-reitora. 

Imagem de capa

imagem mostra a logomarca do ea2, com uma mão pressionando um botão
Espaço permite acesso a conteúdos e diálogo entre professores. Experiência da Unicamp tem sido referência para universidades