CGU divulga relatório sobre programa Campus Tranquilo

A Coordenadoria Geral da Universidade (CGU) acaba de concluir o relatório de atividades do programa Campus Tranquilo - Universidade Viva, implantado em 2014. O documento traz a relação das medidas executadas nos últimos três anos, com o objetivo de ampliar o bem-estar da comunidade universitária e dos visitantes da Unicamp. “O programa proporcionou avanços significativos em vários aspectos. Um dos mais importantes foi sem dúvida a proposição de um novo sistema de gestão, baseado na participação da comunidade e na ação articulada de diferentes órgãos da instituição”, analisa o coordenador-geral da Universidade, professor Alvaro Crósta.

O Campus Tranquilo, observa o dirigente, tem uma configuração horizontal, o que favorece a sua conexão com diversas áreas, todas relacionadas à vida das pessoas que trabalham, estudam ou visitam os campi da Unicamp. Baseado em três eixos – Prevenção, Informação e Convívio -, o programa adotou uma metodologia que permitiu o acompanhamento das ações e de seus resultados, todos apresentados no relatório, que pode ser acessado mais abaixo.

De acordo com Crósta, duas medidas importantes dentro do escopo do Campus Tranquilo foram a substituição da iluminação do campus de Barão Geraldo e a integração do sistema de controle de circulação de veículos à Central Integrada de Monitoramento de Campinas (CIMCamp), que monitora  26 pontos da cidade, utilizando 91 câmeras. “Embora a Unicamp apresente índices relativamente reduzidos de violência em seu território, essas iniciativas são importantes para ampliar ainda mais a segurança da comunidade interna e daqueles que nos frequentam”, entende o coordenador-geral.

Ainda no âmbito da segurança, Crósta destaca o lançamento do Botão do Pânico, aplicativo que permite aos integrantes da comunidade universitária acionar o sistema de vigilância, via celular ou tablet, em caso de emergência. “Medida igualmente importante foi a criação do serviço VIDAS [Veículo Interno de Atendimento em Saúde], que faz o resgate e atendimento às urgências e emergências em saúde durante 24 horas, inclusive aos finais de semana e feriados. Desde que foi implantado, em junho de 2015, muitas vidas foram salvas”, afirma o dirigente. O VIDAS atende o campus de Barão Geraldo, Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA), em Paulínia, e Moradia Estudantil.

O Campus Tranquilo contemplou, ainda, ações nas áreas artística e cultural, de maneira a tornar o convívio nos campi da Universidade mais agradável. A programação é de responsabilidade da Coordenadoria de Desenvolvimento Cultural (CDC), órgão vinculado à Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (Preac). Por meio do projeto Conexão Cultural, a CDC promove a ocupação dos espaços externos dos campi a partir da apresentação de espetáculos de música, dança, teatro, circo, entre outros.

“Também vale destacar o diálogo entre as ações do Campus Tranquilo com as iniciativas no âmbito da sustentabilidade e do planejamento territorial dos campi da Unicamp. Estas também são questões que dizem respeito ao bem-estar e à qualidade de vida da nossa comunidade e de nossos visitantes”, pontua Crósta.

Clique para ler o Relatório completo

 

Serviço VIDAS presta atendimento de urgência e emergência em saúde
Serviço VIDAS presta atendimento de urgência e emergência em saúde
Projeto Conexão Cultural contribuí para tornar o convívio no campus mais agradável
Projeto Conexão Cultural contribuí para tornar o convívio no campus mais agradável
Alvaro Crósta, coordenador-geral da Unicamp
Alvaro Crósta, coordenador-geral da Unicamp