Comitiva de Campinas visita áreas de inovação em Barcelona e vê inspiração para o HIDS

Autoria
Edição de imagem

Na terceira e última etapa de uma viagem de 10 dias à Espanha, o reitor da Unicamp,  Antonio José de Almeida Meirelles, visitou centros de inovação em Barcelona e disse que projetos já consolidados na cidade podem servir de inspiração para a implantação do HIDS (Hub Internacional de Desenvolvimento Sustentável) — o distrito inteligente em desenvolvimento em área da Unicamp e no entorno do campus de Barão Geraldo.

Antes de Barcelona, o reitor esteve em encontro de reitores em Valência e assinou acordo de cooperação na Universidade de Alicante. (Acesse a matéria sobre o assunto)  

Como parte de uma comitiva que contou com o prefeito de Campinas, Dario Saadi, as secretárias municipais Adriana Flosi e Carolina Baracat, a equipe da Agência de Inovação - Inova Unicamp, Ana Frattini, Mariana Inglez e Eduardo Gurgel, e o reitor da PUC-Campinas, professor Germano Rigacci, Meirelles visitou o Parque Científico de Barcelona, a unidade de empreendedorismo StarUB! e o Distrito @22Barcelona — um espaço criado em 2000, após um amplo processo de  revitalização pela qual passou a cidade para receber os Jogos Olímpicos de 1992.

O @22 foi instalado numa área no bairro de Poblenou, uma região que, no século 19, abrigou grandes conglomerados têxteis que foram substituídos por empresas ligadas ao setor industrial, especialmente as de energia, na virada do século. A partir da década de 1980, no entanto, a área entrou em declínio e chegou aos anos 1990 em franca decadência e deterioração. Com o processo de revitalização, o distrito degradado foi transformado em um espaço para a inovação. Hoje, no @22, estão concentradas empresas de tecnologia em setores como o de biomedicina, tecnologia da informação, comunicação, energia, mídias digitais, entre outras, além de empresas ligadas à área da saúde, à indústria criativa e ao empreendedorismo.

O distrito é inovador porque também conta com áreas residenciais, com ruas amplas, calçadas com pelo menos cinco metros de largura, espaços reservados para circulação de bicicletas e prioridade para o transporte não poluente, projetos de moradia de interesse social, edifícios com, no máximo, 10 andares, e amplas áreas de lazer.

##
Comitiva contou com o reitor da Unicamp Antonio Meirelles, o prefeito de Campinas, Dario Saadi, as secretárias municipais Adriana Flosi e Carolina Baracat, com uma equipe da Agência de Inovação - Inova Unicamp e o reitor da PUC-Campinas, professor Germano Rigacci

O reitor se encontrou também com Josep Piqué, presidente executivo do Parque de Inovação e Aceleração de Startups Technova Barcelona, da Universidade La Salle, e um dos idealizadores do @22. Piqué fez uma apresentação detalhada das bases que orientaram a criação do distrito de inovação e da metodologia utilizada para implementá-lo, destacando o papel do poder público e das universidades, assim como a importância de envolvimento da comunidade local. Além disso, Piqué acompanhou a comitiva em um giro pelos principais equipamentos de inovação, áreas públicas e moradias recuperadas e/ou construídas no @22.

Piqué esteve em Campinas em março e discutiu um modelo de inovação para a cidade. Ele atuou na implantação do ecossistema de inovação em Barcelona, Medellín, na Colômbia e em Florianópolis e é consultor da revitalização do centro histórico de Porto Alegre.

O reitor da Unicamp disse ter ficado entusiasmado com as iniciativas já implementadas na cidade, especialmente com o distrito inteligente @22. “Trata-se, sem dúvida, de uma inspiração para o HIDS, mas acredito que estamos em condições, em termos do ponto de partida, ainda melhores que as verificadas em Barcelona”, avalia o reitor.

“Primeiro, temos uma área muito maior. Contamos, também, com uma estrutura de inovação já instalada. Por fim, reunimos condições especiais no que se refere ao meio ambiente. Temos muito mais áreas verdes. Isso tudo nos leva a projetar um futuro altamente promissor para o nosso HIDS e para sua capacidade de alinhar inovação, sustentabilidade ambiental e inclusão”, explica. “De fato, o HIDS, como distrito de inovação, desenvolve-se em torno dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU”, garante.

Universidade de Barcelona 

A comitiva brasileira se encontrou com o reitor da Universidade de Barcelona (UB), Joan Guadiá, e apresentou projetos de inovação, como o do HIDS, e programas de internacionalização, sugerindo cooperação entre as instituições. O grupo se reuniu com representantes da StartUB, o órgão da Universidade de Barcelona responsável pelas startups HumanITCare e Flomics, ambas vinculadas à área de saúde.

A primeira desenvolveu uma plataforma ampla e flexível, com muita disponibilidade de adaptação às estruturas públicas e privadas de assistência à saúde, focando no monitoramento da saúde dos pacientes em tempo real. A segunda (Flomics) desenvolve procedimentos de diagnóstico precoce de câncer (biopsia líquida) baseados em RNA.

Pelo modelo apresentado, o apoio da UB às startups prevê a possibilidade de a Universidade de Barcelona ser sócia dessas empresas e de receber parte dos recursos obtidos no caso de elas serem negociadas.

O grupo visitou ainda o Parque Científico de Barcelona, associado à Universidade de Barcelona. O parque tem foco na inovação e empreendedorismo relacionados à área de saúde e ampla infraestrutura de apoio e suporte para as empresas que lá se hospedam.

Leia mais: 

Inova realiza intercâmbio sobre empreendedorismo e inovação na Espanha e em Portugal

Imagem de capa
Comitiva visitou o Parque Científico de Barcelona, a unidade de empreendedorismo StarUB! e o Distrito @22Barcelona

twitter_icofacebook_ico

Comunidade Interna

Uallace Moreira Lima reafirmou o compromisso do atual governo em apoiar ações e projetos responsáveis por contribuir para o crescimento econômico e sustentável do país

A publicação apresenta um panorama das pesquisas desenvolvidas por estudantes e pesquisadores indígenas nas diferentes regiões do país, em todas as áreas do conhecimento

O grupo é composto por 65 intercambistas de graduação, que farão disciplinas isoladas em diferentes cursos, e 70 alunos regulares de pós-graduação

Atualidades

O encontro reuniu estudiosos do Brasil e do mundo para discutir a forma como as duas áreas devem se preparar a fim de enfrentar os grandes desafios contemporâneos no campo da saúde mental

O projeto “Reator sustentável: constituído por eletrodos de óxidos metálicos e células solares, para aplicações na descontaminação de água ou conversão de CO2 utilizando energia solar” é desenvolvido no âmbito do Centro de Inovação em Novas Energias 

Professor do Instituto de Geociências e autor do livro “Africano: uma introdução ao continente”, Kauê Lopes dos Santos comenta aproximação com países como Egito e Etiópia

Cultura & Sociedade

Escritor e articulista, o sociólogo foi presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais no biênio 2003-2004

O evento acontecerá entre os dias 29 de fevereiro e 10 de março; a obra ESTAFA ou sobre os sonhos não dormidos foi selecionada na categoria de peças internacionais