Justiça multa STU por bloqueio das entradas de acesso à Unicamp

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Campinas, Mauro Luji Fukumoto, determinou na quarta-feira (04) aplicação de multa no valor de R$ 5 mil ao Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp (STU) pelo bloqueio realizado na sexta-feira, dia 29 de junho, nas entradas de acesso à Unicamp no campus de Barão Geraldo.

“Ainda que o bloqueio não tenha propriamente ocorrido na entrada de um prédio público, como em oportunidade anterior, é nítido que o objetivo do ato foi impedir o acesso dos servidores aos seus locais de trabalho”, diz o magistrado em seu despacho.

A decisão judicial resulta de liminar preventiva concedida à Unicamp pela justiça no dia 18 de junho para impedir que houvesse bloqueio do acesso aos prédios públicos ou qualquer outro constrangimento aos servidores.

“O direito de greve não implica a possibilidade de obstrução do acesso a prédio público, seja pelos servidores, seja pela população em geral”, diz a liminar, que estipulou multa de R$ 5 mil a cada vez que houver bloqueio das entradas de acesso da Unicamp.

 

Leia também

Ocupação da Reitoria impede continuidade do diálogo com STU

Sindicato ocupa a reitoria

STU omite informações sobre cessão de servidores

Reitoria da Unicamp lamenta o bloqueio promovido pelo sindicato

Reitoria responde às contrapropostas do STU e Adunicamp

A pedido do STU, Unicamp presta esclarecimentos sobre propostas

Administração Central amplia proposta a funcionários e docentes

 

Imagem de capa

Imagem do campus da Unicamp, em Barão Geraldo
Imagem do campus da Unicamp, em Barão Geraldo