Prêmios Institucionais 2017 são entregues na Unicamp

A área da saúde ficou com o primeiro lugar do Prêmio aos Profissionais da Carreira PAEPE 2017 entregue na tarde desta quarta-feira (6), no auditório da Faculdade de Ciências Médicas (FCM). O projeto vencedor “Implantação de protocolo de gerenciamento de Sepse: diminuição da mortalidade na UER-HC-Unicamp” foi desenvolvido por uma equipe multidisciplinar com a implantação de uma modificação na Unidade de Emergência do Hospital de Clínicas, para atender de maneira mais rápida os pacientes com quadros infecciosos mais graves.

“A gente tira o paciente da fila de atendimento normal e atende imediatamente fazendo as medidas para diminuir mortalidade”, afirmou o diretor de divisão da UER, Marcos Roberto da Silva, um dos dois representantes da equipe que foi receber a premiação. O protocolo criado pelo grupo reduziu de seis horas para até 49 minutos o início da administração da medicação.

O segundo lugar do Prêmio PAEPE ficou com um dos órgãos da Coordenadoria Geral da Universidade (CGU), com o projeto “Rumo à Universidade Digital: Sistema Informatizado de Gestão Arquivística de Documentos – SIGAD/Unicamp”. O terceiro lugar foi para Centros e Núcleos Interdisciplinares com o projeto “Aplicação de um Analisador Automático de Falhas de Placas Eletrônicas”.

O primeiro prêmio foi entregue pelo reitor da Unicamp Marcelo Knobel. Ele elogiou a diversidade de áreas reconhecidas e lembrou que a homenagem foi mantida, apesar da crise orçamentária da universidade. Este ano os prêmios institucionais não ofereceram valores em dinheiro. “É uma realidade que é difícil a que estamos vivendo e temos muitas coisas a melhorar. Nós da administração temos convicção que a única maneira que temos para isso é aprimorando os processos com a participação efetiva de todos”. Knobel disse que, além do dia a dia, os funcionários se dedicam a criar coisas novas e que isso precisa ser reconhecido e valorizado.

O evento da premiação teve o tempo todo a música da centenária banda Lira Itapirense, um dos mais antigos conjuntos em atividade ininterrupta no país, atualmente sob a regência do maestro Maurício Perina. A banda, com uma formação um pouco menor, veio tocar pela primeira vez na Unicamp.

Zeferino Vaz
Na parte da manhã foram entregues, também no auditório da FCM, os prêmios Reconhecimento Acadêmico “Zeferino Vaz”, Reconhecimento Docente pela Dedicação ao Ensino da Graduação, Reconhecimento Acadêmico para Pesquisadores da Carreira PQ, Mérito Científico do XXV Congresso de Iniciação Científica da Unicamp e Inova Unicamp de Iniciação à Inovação (veja matéria Inova)

A coordenadora geral da Unicamp, Teresa Atvars, representou o reitor Marcelo Knobel, que estava viajando. Ela salientou que o dia era de comemoração. “É um dia emblemático em que paramos para reconhecer o conjunto de pessoas que fazem a universidade acontecer com a mais alta qualidade”. As unidades de ensino indicaram 14 professores, que foram agraciados com o maior prêmio da atividade docente na Unicamp.

Em seguida foram reconhecidos os docentes que se dedicaram à graduação. A pró-reitora de Graduação Eliana Amaral destacou que não é tão comum que exista esse tipo de premiação tão importante em outras universidades. “É um grande exemplo ter esse prêmio”. Ela agradeceu a dedicação dos docentes e pediu ainda mais colaboração dos professores “para continuar fazendo a diferença na graduação”.

O professor emérito da Unicamp, Yaro Burian Junior, da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC), já recebeu o prêmio Zeferino Vaz quando foi criado, e agora foi um dos homenageados da graduação. “Na minha opinião a dedicação a graduação é uma das coisas mais importantes que a gente faz na universidade”, ressaltou.           

A pesquisadora Alpina Begossi foi a primeira homenageada do Reconhecimento Acadêmico para Pesquisadores da Carreira PQ, criado este ano. “Eu considero que foi o resultado de uma grande luta dessa carreira. Vejo nesta gestão uma luta muito grande para torná-la mais visível, hoje ter o reconhecimento das nossas pesquisas é muito importante”, destacou.

A professora Laura Sterian recebeu o prêmio Zeferino Vaz que ela considerou “a coroação de uma carreira”, mas também foi menção honrosa no prêmio da iniciação científica com o aluno Matteo Vinícios Perin, do ensino médio.

Matteo é aluno da Escola Estadual Dom João Nery, em Campinas, e veio para a cerimônia na Unicamp acompanhado da família. O trabalho que ele desenvolveu no laboratório da professora buscou marcadores para o diagnóstico do câncer de tireóide. “O ano inteiro todas as provas de biologia não precisei estudar porque aprendi tudo aqui, mudou muita coisa para mim, eu cresci, fiquei mais maduro”, comemorou.

Veja a lista completa dos premiados da graduação e Zeferino Vaz

Leia também

Prêmio PAEPE 2017
Evento divulga os projetos vencedores
 

 

A pesquisadora Alpina Begossi recebeu o prêmio da responsável pela Coordenadora de Centros e Núcleos Interdisciplinares de Pesquisa, Ana Carolina Maciel
A pesquisadora Alpina Begossi recebeu o prêmio da responsável pela Coordenadora de Centros e Núcleos Interdisciplinares de Pesquisa, Ana Carolina Maciel
A banda Lira Itapirense veio pela primeira vez tocar na Unicamp
A banda Lira Itapirense veio pela primeira vez tocar na Unicamp
Representantes dos dez projetos indicados ao prêmio PAEPE
Representantes dos dez projetos indicados ao prêmio PAEPE
A professora Laura Sterian: duplamente homenageada
A professora Laura Sterian: duplamente homenageada
O estudante Matteo trouxe a família para vê-lo receber a menção honrosa
O estudante Matteo trouxe a família para vê-lo receber a menção honrosa
Primeiro lugar Paepe: projeto atende pacientes com quadros infecciosos graves
Primeiro lugar Paepe: projeto atende pacientes com quadros infecciosos graves
Yaro Burian é professor emérito e foi reconhecido pela dedicação à graduação
Yaro Burian é professor emérito e foi reconhecido pela dedicação à graduação
Em imagem frontal, em ambiente com pouca luz, no palco de um grande auditório com assoalho de madeira, dezesseis pessoas, entre homens e mulheres, em pé, perfiladas, uma ao lado da outra, a maioria sorrindo, sendo que alguns têm nas mãos pastas pretas. A maioria veste roupa social como blazer, vestido e camisa de botões. Às costas deles, ao fundo, há uma grande tele de projeção de data show onde se lê Prêmio Zeferino Vaz, e acima dele, a assinatura de Zeferino Vaz.
Professores contemplados com o prêmio Zeferino Vaz durante a cerimônia
Em imagem frontal, em ambiente com pouca luz, em amplo auditório, grupo de sete jovens, em pé, fazendo pose colocando um braço estendido para cima e ou outro para baixo; e uma perna para frente e outra para trás, posicionados ao redor de uma outra jovem, em pé, ao centro na imagem. A jovem ao centro está com mão direita na cintura, e faz um sinal de paz e amor com a mão esquerda. Todos vestem roupas casuais e estão sorrindo. Ao fundo, às costas deles, estão o palco do auditório e uma ampla tela de data show
A aluna Leticia de Sousa Magalhães, ao centro, na entrega dos certificados de Mérito Científico do XXV Congresso de Iniciação Científica aos 20 autores dos melhores trabalhos de graduação do evento