Reitoria repudia comentário divulgado em rede social

NOTA DA UNICAMP

A propósito das declarações de um docente da Unicamp ao jornal Correio Popular, em sua edição de 2 de junho, sobre a aprovação do princípio de cotas étnico-raciais pelo Conselho Universitário (Consu), a reitoria esclarece o seguinte:

1- A reitoria repudia a linguagem e o tom adotados pelo referido docente, incompatíveis com o debate qualificado das ideias no ambiente acadêmico e com o respeito que a sociedade merece.

2 - A reitoria reafirma o seu compromisso com o avanço da inclusão social e étnico-racial, com garantia da excelência acadêmica, o que vem sendo discutido em um ambiente de ampla participação da comunidade e órgãos institucionais, mediante o respeito à diversidade de ideias.

3 - A Unicamp pratica, respeita e defende a liberdade de expressão como valor inalienável de uma sociedade democrática, mas não tolera manifestações que firam os princípios de respeito à dignidade da pessoa e aos seus direitos fundamentais, não aceitando tratamento desigual por motivo de preconceito, conforme explicitado em sua missão institucional.

4- Diante disso, a reitoria tomou as providências cabíveis de acordo com as normas e regulamentos estabelecidos no regimento da Universidade.

Reitoria da Unicamp

Campinas, 02 de junho de 2017

Leia nota da Faculdade de Ciências Médicas sobre o assunto

Leia notícia do Correio Popular

Leia nota enviada ao jornal


Leia mais sobre cotas na Unicamp

UNICAMP APROVA PROPOSTA DE ADOÇÃO DE COTAS ÉTNICO-RACIAIS

MODELO DE COTAS COMEÇA A SER ANALISADO NO DIA 10 DE JUNHO

UNICAMP AMPLIA INCLUSÃO E DEBATE IMPLANTAÇÃO DE COTAS ÉTNICO-RACIAIS