Programa de Recepção aos Calouros vem recheado de informações

Alunos que acabam de ingressar na Universidade recebem squeezes durante programa de recepção aos calouros
Alunos recebem squeezes durante recepção aos calouros

As peculiaridades do campus da Unicamp, o seu funcionamento, os programas que oferece, os indicadores de qualidade da instituição, a assistência, a pesquisa, a extensão, a saúde e tantos outros referenciais que emergem quando se fala da Universidade representam apenas uma pequena parte da totalidade das suas ações. Muitos ignoram informações simples que estão no dia a dia do campus e que até se interessariam em saber, principalmente os alunos recém-chegados à instituição.

Justamente para mostrar a engrenagem que está por detrás das ações cotidianas é que, pelo terceiro ano consecutivo, o Sistema de Bibliotecas da Universidade (SBU), em conjunto com o Programa Campus Tranquilo da Coordenadoria Geral (CGU), realiza o Programa de Recepção aos Calouros com informações úteis aos ingressantes. Desde cedo, nesta terça-feira (7), os alunos estavam sendo impactados com essa iniciativa no Ciclo Básico 2. Foram recepcionados com um caloroso cumprimento de boas-vindas e receberam as primeiras informações. No ano passado, cerca de cinco mil pessoas participaram das atividades.

Segundo a bibliotecária Maria Helena Segnorelli, coordenadora desse programa no SBU, a ideia é estar presente na vida desses alunos já nos seus primeiros dias na Universidade. “Temos informações estratégicas sobre aplicativos, horários, funcionamento dos restaurantes, das bibliotecas. É importante que logo convivam integrados a um conjunto de informações que estão à disposição deles de maneira concentrada”, conta. “Neste dia, até as 19 horas, vamos apresentar nossos produtos e serviços.”

A bibliotecária Maria Helena explica o valor do programa de recepção aos calouros, falando dos benefícios de utilizar as bibliotecas da Unicamp
A bibliotecária Maria Helena, coordenadora do programa

Desde ontem (6), funcionários da Unicamp estão distribuindo kits com folderes, squeezes e informativos aos alunos. Aproveitando as ações do Planejamento Estratégico (Planes), especificamente o SBU, que reúne o complexo de bibliotecas da Universidade, está mostrando aos alunos como fazer a preservação dos acervos. Cada biblioteca recebeu vídeos ilustrativos de como se faz essa preservação e como lidar, por exemplo, com material bibliográfico.

O programa de preservação do acervo reúne profissionais das várias bibliotecas da Unicamp que, juntos, pensaram em diretrizes para fazer o melhor uso desses espaços no campus e de como preservar os seus acervos, que são de inestimável valor. “As bibliotecas das unidades têm horários de funcionamento variados. A BCCL, por exemplo, atende de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 22h45”, realça.

No Ciclo Básico, ao lado do estande do SBU, estava o estande do Centro de Saúde da Comunidade (Cecom). A enfermeira Miriam Silva já dava instruções aos alunos que procuravam o local. Ela comentou que o centro dá atendimento gratuito à comunidade universitária e que hoje trouxe para esse espaço o Vidas, um veículo interno de atendimento em saúde. Trata-se de uma unidade volante, uma ambulância equipada para atender as diferentes intercorrências, clínicas e de trauma. O número de telefone do Vidas é (19) 3521-6000. O Vidas integra o Programa Campus Tranquilo e é coordenado pelo Cecom, com apoio do Serviço de Vigilância da Prefeitura do campus.

O aluno Pedro, da Faculdade de Engenharia Mecânica, acha que o programa de recepção dos calouros é relevante porque procura dar informações logo no início do curso
O calouro Pedro Ramos, aluno da FEM

O Cecom também está fornecendo material explicativo sobre dengue, febre amarela, Aids e Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), que efetua testes de HIV, sífilis, hepatite B e C. O CTA realiza exames urgentes e sob agendamento gratuitos para alunos, professores e funcionários, e fica localizado no terceiro andar do Cecom.

O calouro Pedro Ramos, aluno do curso de Engenharia Mecânica, diz que está gostando muito de estudar na Unicamp e optou por esse curso devido à tradição da instituição. “Moro em SP e passei em outras universidades, mas escolhi ficar aqui depois de visitar o campus, que muito me surpreendeu. Em outras universidades, em geral existe apenas uma recepção aos calouros. Aqui na Unicamp temos diversas iniciativas que acabam ajudando a minimizar possíveis dificuldades de adaptação. Pedro já fez uma visitinha à Biblioteca Central 'Cesar Lattes'."

Maria Helena salienta que todos os alunos são bem-vindos às bibliotecas, pois seu corpo de funcionários estão disponíveis para acolhê-los. “Essa é uma atividade que fazemos com carinho e dedicação”, expressou. Ela ainda lembra que os alunos também podem acessar a Biblioteca Digital da Unicamp a fim de consultar dissertações e teses, e-books, periódicos eletrônicos. E mais ainda: "os alunos que tiverem dúvidas podem entrar em contato com o Portal do SBU e acessar o seu chat, mediante o link 'Fale com o bibliotecário'. Oferecemos um atendimento profissional com respostas em tempo real, tudo para facilitar a vida do aluno”, garante.

A aluna Natália Honório, caloura da FE, considerou a recepção aos calouros oportuna e já tirou informações sobre a rede wi-fi
A aluna Natália Honório, caloura da FE

Para a aluna de Pedagogia Natália Honório, que veio de Jacareí, SP, esse programa da Unicamp funciona como um importante suporte para os alunos, principalmente porque a Universidade recebe pessoas de diferentes cidades, Estados e países. "As pessoas de fato vão precisar de informações em algum momento de suas vidas. Eu precisei saber mais sobre a rede wi-fi Eduroam, mas tenho certeza de que não será minha última consulta”, frisa.

O Programa de Recepção aos Calouros da Unicamp recentemente foi contemplado com um prêmio no México, conta Regiane Alcântara, coordenadora do SBU. “Nosso objetivo é receber os alunos, ofertar informações e fazer do nosso trabalho uma referência para os alunos no campus e fora dele”, ressalta. Leia sobre o prêmio no México.

A enfermeira Miriam conta que o Cecom faz atendimento gratuito a alunos, funcionários e docentes. O órgão participa da recepção aos calouros mostrando o serviço que presta à comunidade
A enfermeira Miriam Silva
Maquete dá orientações sobre a disseminação do mosquito da dengue
Maquete retrata mostra realidade da dengue
A bibliotecária Maria Helena entrega squeezes para dar boas-vindas aos alunos
Maria Helena entrega squeezes a alunos