Bibliotecas e acervos

O acervo das bibliotecas é formado por livros, periódicos, teses nas áreas de Artes, Biomédicas, Exatas, Humanidades e Tecnológicas. Este sistema possibilita o acesso à informação gerada pela Universidade e pela comunidade científica do país e do exterior. O acesso e a consulta ao material catalogado são livres e abertos ao público em geral, porém o empréstimo domiciliar é restrito apenas à comunidade da Unicamp.

Acervos eletrônicos

Monografias e Periódicos (Base Acervus ) - banco de dados bibliográficos local do SBU que possibilita a localização de monografias (livros e teses) e periódicos.

Periódicos Eletrônicos - Periódicos Eletrônicos (texto completo), acessíveis pelo Portal Capes, títulos assinados pela Unicamp (facultado somente a partir de computadores na Unicamp) e títulos com acesso gratuito, exceção feita à base de revistas científicas brasileiras (Scielo - Scientific Eletronic Library Online), que é de acesso público.

Biblioteca Digital - Congressos e Seminários, Dissertações e Teses, Hemeroteca e Partituras.

Base de dados Perie - desenvolvida pelo Centro de Documentação do Instituto de Economia (IE) com artigos de periódicos nacionais de economia, monografias de graduação, relatórios de pesquisa, vídeos, publicação seriada, folhetos de economia.

Edubase - desenvolvida pela Biblioteca da Faculdade de Educação (FE) com artigos nacionais da área da educação; trabalhos de conclusão de curso de graduação, folhetos, textos, relatórios de pesquisa.

 

Bibliotecas do Sistema

Biblioteca Central "Cesar Lattes" - BCCL

Bibliotecas Seccionais

Área de Artes
Instituto de Artes - IA

Área de Biomédicas
Faculdade de Ciências Médicas - FCM
Faculdade de Educação Física - FEF
Faculdade de Odontologia de Piracicaba - FOP
Instituto de Biologia - IB

Área de Exatas
Instituto de Física Gleb Wataghin - IFGW
Instituto de Geociências - IG
Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica - Imecc
Instituto de Química - IQ

Área de Humanidades
Centro de Lógica e Epistemologia, História Ciência - CLE
Faculdade de Educação - FE
Instituto de Economia - IE
Instituto de Estudos da Linguagem - IEL
Instituto de Filosofia e Ciências Humanas - IFCH 

Área Tecnológica
Biblioteca da Área de Engenharia - BAE
Faculdade de Engenharia de Alimentos - FEA
Centro Superior de Educação Tecnológica de Limeira - Ceset
Colégio Técnico de Campinas - Cotuca
Colégio Técnico de Limeira - Cotil

 

ACERVOS E ARQUIVOS

A Unicamp possui arquivos e centros de documentação que constituem um acervo que está ao alcance de qualquer interessado, subsidiam estudos e pesquisas nas mais variadas áreas do conhecimento. São fundos e coleções pertencentes a grandes nomes como o historiador Sérgio Buarque de Holanda, o físico Cesar Lattes, o pensador anarquista Edgard Leuenroth, os escritores Oswald de Andrade, Monteiro Lobato, Hilda Hilst e a personalidades de vulto na história regional, a exemplo de Francisco Glicério, Ruy Rodrigues e Theodoro de Souza Campos Júnior.

Arquivo Central do Sistema de Arquivos (Siarq), criado em 1984, preserva a memória da UNICAMP. Seu acervo é constituído por documentos produzidos e/ou recebidos em cumprimento às atividades das unidades e órgãos que compõem a universidade e por documentos de pessoas e/ou instituições privadas que contribuíram para a sua construção e o seu desenvolvimento.

Arquivo Edgard Leuenroth (AEL), localizado no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), preserva registros dos mais diversos movimentos sociais ocorridos no Brasil. Foi criado em 1974 com a chegada à Unicamp dos documentos de Edgard Leuenroth, pensador anarquista nascido em Mogi Mirim.

Centro de Documentação Alexandre Eulálio (Cedae), do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), foi criado em 1984. O acervo é voltado à área de linguística e à literatura brasileira. Possui muitos manuscritos de grandes nomes dessa arte, arquivos pessoais de intelectuais e um extenso acervo em áudio de projetos de pesquisa.

Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLEHC), implantado oficialmente na UNICAMP em 1977. Guarda documentos que registram etapas da evolução da ciência no Brasil, bem como trabalhos inéditos na área de filosofia. Proporciona subsídios a pesquisadores e a estudantes; e promove a publicação de duas revistas e uma coleção de livros.

Centro de Memória Unicamp (CMU), foi criado em 1985. Promove e integra estudos e pesquisas interdisciplinares voltados à reconstrução da memória histórica e sociocultural de Campinas e região - desde o período de cultivo da cana e produção de açúcar, do café, até a industrialização, documentando períodos, eventos e movimentos da história brasileira como a Abolição, a República e o Estado Novo, além de ricas informações sobre escravidão e imigração.

Existem ainda a Galeria de Arte (IA) e o Museu de História Natural no Instituto de Biologia (IB).

Arquivo da TV Unicamp (RTV)

A memória em vídeo da Unicamp está vinculada ao acervo de imagens da TV Unicamp - RTV. Nele, estão guardadas imagens relacionadas aos eventos promovidos, às pesquisas científicas e educacionais, gravações de cirurgias, aulas inaugurais e vídeos institucionais mostrando o desenvolvimento desta Universidade.


Arquivo Histórico do Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE)

CLE desenvolve atividades nessas áreas, bem como pesquisas interdisciplinares. O CLE mantém intenso intercâmbio acadêmico com pesquisadores e instituições do Brasil e do exterior; organiza regularmente seminários e encontros científicos; coordena trabalhos de pesquisa; assessora cursos de pós-graduação de natureza interdisciplinar; mantém acervobibliográfico e acervo de documentação que proporcionam subsídios a pesquisadores e a estudantes; e promove a publicação de duas revistas e uma coleção de livros.

 
Centro de Documentação de Música Contemporânea (CDMC)

O CDMC é a filial brasileira do Centre de Documentation de la Musique Contemporaine - Cité de la Musique, Paris. Foi inaugurado em 1989 no âmbito do Projeto Brasil-França (Années France-Brésil). Representa o Brasil na Associação Internacional dos Centros de Informação Musical (Iamic), que reúne mais de 36 países. Tem como objetivos a documentação, a divulgação e a promoção da música contemporânea de vanguarda.

 
Arquivo do Núcleo Interdisciplinar de Comunicação Sonora (Nics)

Nics atua no desenvolvimento de projetos interdisciplinares que visam ao estabelecimento de relações entre a criação musical e a descoberta de novos modelos de produção, controle e análise sônica. A partir de 1994, a pesquisa do Núcleo concentrou-se em linhas vinculadas à Modelagem Matemática, Simulação Computacional e Composição Musical que, associadas às modernas técnicas de processamento digital de sinal, favoreceram a concentração de projetos na área de Música Computacional. Seu acervo é composto basicamente por Lps e partituras.