Aporofobia: Rechaço, preconceito e hostilidade ao pobre

Neste episódio,  Fabíola Junqueira, mestre em Psicologia Clínica pela PUC-SP e aluna da especialização em Jornalismo Científico do Labjor/Unicamp, e Fernanda Capuvilla, mestranda em Divulgação Científica e Cultural do Labjor/Unicamp, falam sobre o significado da aporofobia no cotidiano de pessoas em situação de rua no espaço urbano.

Elas conversaram com o padre Julio Lancellotti, pároco na Matriz Paroquial São Miguel Arcanjo e vigário episcopal da Pastoral do Povo de Rua, com o professor Raimundo Rodrigues, que já esteve em situação de rua e hoje é doutorando em educação pela Universidade Federal do Tocantins, e com a arquiteta Débora Faria,
Mestre em Planejamento Urbano pela Universidade Federal do Paraná, professora na Faculdade de Tecnologia de Curitiba e pesquisadora da arquitetura hostil.

A transcrição desse episódio pode ser acessada em: https://www.oxigenio.comciencia.br/143-aporofobia-rechaco-preconceito-e-hostilidade-ao-pobre/