USP celebra 90 anos; para reitor da Unicamp, universidade é orgulho para o país

Edição de imagem

O reitor da Unicamp, Antonio José de Almeida Meirelles, participou, no último dia 25, da cerimônia que marcou o início das comemorações dos 90 anos de fundação da Universidade de São Paulo (USP). Para ele, a trajetória da USP deve ser motivo de orgulho para os paulistas e brasileiros.

"A celebração dos 90 anos da USP e seu sucesso no ensino, na pesquisa e na inovação, tanto na América Latina como no mundo, deve orgulhar todos nós, brasileiros e paulistas", disse. Segundo Meirelles, o desempenho da USP é mais uma prova do sucesso do ensino superior público e gratuito no estado e no país.

“A formação de profissionais extremamente qualificados e o desenvolvimento de ciência, tecnologia e inovação são essenciais para um modelo de desenvolvimento do país que seja, ao mesmo tempo, capaz de fazer frente aos desafios climáticos e de reindustrialização do país na atualidade, mas também abrangente, inclusivo e promotor de justiça social", afirmou ele.

O reitor da USP, Carlos Gilberto Carlotti:
O reitor da USP, Carlos Gilberto Carlotti, durante abertura das celebrações: "... analisar nosso passado e a pensar nosso futuro”  (Foto: Cecília Bastos/ USP Imagens)

A cerimônia, iniciada com discurso do reitor Carlos Gilberto Carlotti e com a homenagem da Universidade a instituições parceiras, teve um concerto da Orquestra Sinfônica da USP, na Sala São Paulo. O evento reuniu autoridades governamentais, entre elas o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva; o vice-presidente, Geraldo Alckmin; seis ministros de Estado; o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Vahan Agopyan, representando o governador do estado, além dos reitores e ex-reitores das universidades estaduais paulistas e de presidentes de agências de fomento, como Marco Antonio Zago (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), Ricardo Galvão (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico/CNPq), Mercedes Bustamante (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior /Capes) e Carlos Alberto Aragão de Carvalho Filho (representando a Financiadora de Estudos e Projetos/Finep).

 “Hoje, quando celebramos os 90 anos da nossa Universidade de São Paulo, além da alegria, do orgulho legítimo e da confiança na potência transformadora do conhecimento, somos convidados a analisar nosso passado e a pensar nosso futuro”, disse o reitor Carlotti, na abertura da cerimônia. “A grandeza da USP decorre do trabalho de excelência de gerações que pesquisaram, estudaram, ensinaram e difundiram o saber para o progresso do nosso país”, acrescentou.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, agradeceu à USP pelos 12 presidentes formados pela Universidade e por dezenas de ministros e “mentes extraordinárias” que servem o Brasil. “O conhecimento é uma poderosa ferramenta. A USP mostra que, para fazer parte desse eixo do conhecimento, não é preciso ter nascido em berço de ouro. A cada dia a USP vai ficando cada vez mais com a cara do Brasil, preta, branca, indígena. A cara do povo brasileiro da periferia, que durante muitas décadas nem sonhava em entrar na USP e, hoje, já é metade dos alunos”, afirmou Lula.

“É uma alegria extraordinária ter a USP como parceira na condução de uma realidade melhor para todos os brasileiros, de todos os estados, de todas as cores, de todas as raças”, ressaltou o presidente. “Sem a ciência, a tecnologia e a inovação, não é possível ter um desenvolvimento consistente e sustentável no nosso estado e no nosso país”, ressaltou Vahan Agopyan.

Durante a cerimônia de aniversário de 90 anos da USP 28 entidades e pessoas com atuação de grande relevância receberam a Medalha Armando de Salles de Oliveira
Durante a cerimônia, 28 entidades e pessoas com atuação de grande relevância receberam a Medalha Armando de Salles de Oliveira (Foto: Acervo pessoal)

Medalha Armando de Salles Oliveira

A cerimônia também foi marcada pela entrega da Medalha Armando de Salles Oliveira para 28 entidades e pessoas com atuação de grande relevância na parceria com a USP ao longo desses 90 anos. Entre essas entidades estão a Unicamp, a Unesp e as agências de fomento — Capes, CNPq e Finep.

 A condecoração foi criada em 2008 para homenagear pessoas, entidades e organizações que contribuem para a valorização institucional, cultural, social e acadêmica da USP e leva o nome do governador do estado de São Paulo que assinou o decreto de criação da USP no ano de 1934.

Segundo a reitoria da USP, durante todo o ano de 2024 serão promovidos eventos e atividades para celebrar o aniversário da Universidade.

Assista à cerimônia de celebração dos 90 anos da USP:

Imagem de capa
Entidades e pessoas ao receberem a Medalha Armando de Salles Oliveira (Foto: Cecília Bastos/ USP Imagens)

twitter_icofacebook_ico

Comunidade Interna

O grupo é composto por 65 intercambistas de graduação, que farão disciplinas isoladas em diferentes cursos, e 70 alunos regulares de pós-graduação

No espaço, o cliente escolhe o produto, faz o pagamento e prepara sua refeição nos equipamentos de apoio disponíveis no local;  a loja funciona 24 horas por dia, ininterruptamente

Atualidades

Professor do Instituto de Geociências e autor do livro “Africano: uma introdução ao continente”, Kauê Lopes dos Santos comenta aproximação com países como Egito e Etiópia

Estudos anteriores já apontavam a proteína MKK3 como um fator importante na sobrevivência e proliferação de células tumorais

Diversas iniciativas são realizadas nos meses de janeiro e fevereiro com o intuito de fomentar a formação continuada dos estudantes universitários

Cultura & Sociedade

O evento acontecerá entre os dias 29 de fevereiro e 10 de março; a obra ESTAFA ou sobre os sonhos não dormidos foi selecionada na categoria de peças internacionais

Estudo pioneiro foi realizado no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás; o papel da biodiversidade é fundamental no aumento da resistência à invasão biológica