Reitor reforça importância do HIDS em lançamento de programa de agricultura digital na Embrapa

Autoria
Edição de imagem
Concebido para alavancar a produção de médios e pequenos produtores rurais, o programa da Embrapa tem o objetivo de promover a conectividade em áreas rurais e o acesso a soluções digitais
Concebido para alavancar a produção de médios e pequenos produtores rurais, o programa da Embrapa tem o objetivo de promover a conectividade em áreas rurais e o acesso a soluções digitais

O reitor da Unicamp, Antonio José de Almeida Meirelles, participou na manhã desta terça-feira (11) do lançamento do programa Centro de Ciência para o Desenvolvimento em Agricultura Digital (CCD-AD/SemeAr), elaborado pela Embrapa e reforçou a importância de projetos como o Hub Internacional de Desenvolvimento Sustentável (HIDS) — que está em processo de implantação na Universidade. A Embrapa Agricultura Digital está instalada no campus da Unicamp, em Barão Geraldo.  

Concebido para alavancar a produção de médios e pequenos produtores rurais, o programa da Embrapa tem o objetivo de promover a conectividade em áreas rurais e o acesso a soluções digitais como aplicações em inteligência artificial, sensoriamento remoto, automação, agricultura de precisão e rastreabilidade. 

A expectativa é que esse processo resulte em ganhos de produtividade e competitividade, redução de custos e aumento da eficiência da produção agrícola. Segundo o reitor, o HIDS foi idealizado para ser um distrito inteligente, que irá abrigar empresas e organismos do setor público, voltados para o desenvolvimento de soluções tecnológicas e de inovação, e que poderia ter um papel importante no programa aberto pela Embrapa.

“Nosso projeto do HIDS é capaz de enfrentar desde a etapa da produção agrícola até a industrialização de recursos de produtos renováveis”, disse o reitor na solenidade de lançamento, que contou com a presença do governador do estado, Tarcísio de Freitas, e do prefeito de Campinas, Dario Saadi.

Também participaram do evento o chefe geral da Embrapa Agricultura Digital, Stanley de Oliveira; o presidente do Conselho Superior da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), Marco Antônio Zago; a responsável pelo programa, Silvia Massruhá; e os secretários estaduais Antônio Junqueira (Agricultura) e Vahan Agopyan (Ciência, Tecnologia e Inovação). 

O reitor lembrou que Campinas conta com a maior concentração de equipamentos científicos, de tecnologia e inovação do país, e que isso pode fazer a diferença para a agricultura brasileira.

Reitor Antonio Meirelles e a superintendente do HC, Elaine Ataíde acompanham o governador na visita ao hospital
Reitor Antonio Meirelles e a superintendente do HC, Elaine Ataíde acompanham o governador na visita ao hospital 

No município, estão instalados, entre outros, o Polo Estratégico de Desenvolvimento, o CNPEM (Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais), o CPQD (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações) e o acelerador de partículas Sirius, o Instituto Eldorado e o Centro de Inovação da Cargil, um dos principais produtores e empresa de comercialização de produtos ligados à agricultura do mundo.

“É nessa região que podemos fazer a diferença em larga escala na produção de alimentos e todos os produtos renováveis associados à agricultura”, pontuou Meirelles. “Do que nós precisamos? Precisamos da Prefeitura de Campinas, do Governo do estado, da Embrapa e do Governo Federal”, afirmou. “A união desses organismos pode fazer um efeito muito grande no papel que o Brasil poderá ter na transição para uma sociedade baseada em recursos renováveis”, concluiu.

O prefeito de Campinas, Dario Saadi, reforçou a importância da implantação do HIDS e lembrou que a lei que prevê a alteração do zoneamento para adequação do projeto tem previsão de votação pela Câmara de Vereadores no segundo semestre deste ano.

O governador Tarcísio de Freitas ressaltou a importância do programa da Embrapa. “Nosso agro já é bastante avançado do ponto de vista tecnológico. O que falta é reduzir o abismo que existe entre o grande e o pequeno produtor”, disse o governador. 

“O pequeno tem de ter acesso à agricultura digital, à tecnologia. Queremos ligar o pequeno produtor ao mercado, à merenda escolar”, acrescentou. “Os estados que mais crescem são aqueles que investem em ciência e tecnologia. Se queremos reduzir o abismo social, teremos de investir muito em ciência, tecnologia e inovação”, resumiu o governador. 

O governador Tarcísio de Freitas foi recebido na superintendência do HC para discutir o custeio do hospital
O governador Tarcísio de Freitas foi recebido na superintendência do HC para discutir o custeio do hospital

Visita no HC

Depois do lançamento do programa na Embrapa Digital, o governador visitou o Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp. Foi recebido pela superintendente do hospital, Elaine Cristina de Ataide. Entre outros assuntos, eles discutiram mutirões de cirurgia eletiva e o custeio do hospital. 

Imagem de capa
O governador Tarcísio de Freitas (ao centro) ao lado do reitor Antonio Meirelles (à esquerda) e Elaine Ataíde (à direita): visita tratou de mutirões de cirurgia eletiva e custeio do hospital

twitter_icofacebook_ico

Comunidade Interna

Além dos novos alunos, essa edição também recebe alunos que concluíram a primeira edição do curso em 2019, para revalidarem suas credenciais

Especialistas do CEE deverão visitar o Instituto de Biologia, a Biblioteca Central "César Lattes", a Escola de Educação Corporativa, a Coordenadoria de Centros e Núcleos e o Parque Científico Tecnológico

Atualidades

Sameer Velankar lidera o desenvolvimento de programa pioneiro em IA na biologia estrutural

O campus de Barão Geraldo foi um dos sete locais no Brasil onde houve manifestações, sem contar os atos realizados em Washington (Estados Unidos) e Londres (Reino Unido)

Ações de proteção e preservação de espécies são tema de série de vídeos

Cultura & Sociedade

O CMU abriga 120 conjuntos documentais dos mais variados gêneros, como audiovisual, material iconográfico, sonoro, textos, móveis e objetos

Ações da Universidade se destacam pelos benefícios ambientais e o conhecimento produzido que pode ser usado no desenvolvimento de novas iniciativas