Cecom começa a imunizar comunidade interna com vacina bivalente

Edição de imagem
A coordenadora do Cecom Rôse Clélia Grion Trevisane: orientação para manter o esquema vacinal completo
A coordenadora do Cecom Rôse Clélia Grion Trevisane: orientação para manter o esquema vacinal completo

Começou nesta segunda-feira (27) na Unicamp a campanha de imunização contra covid-19 utilizando a vacina bivalente da Pfizer. O Centro de Saúde da Comunidade (Cecom) atenderá nesta primeira fase o grupo prioritário formado por pessoas com mais de 70 anos, imunocomprometidos (pacientes com sistema imunológico comprometido, como soropositivos para HIV, transplantados ou pessoas em tratamento oncológico) e indígenas – contemplando funcionários, docentes e estudantes –, segundo recomendação do Ministério da Saúde. 

“Nós orientamos a todos que tomem a bivalente e tenham o esquema completo da vacina”, recomenda Rôse Clélia Grion Trevisane, coordenadora do Cecom. “Continuaremos paralelamente com a campanha da vacina monovalente, para as pessoas que ainda não completaram o esquema primário, que são as duas primeiras doses e as outras duas doses de reforço”, ressalta Rôse. “É importante que todos tomem, inclusive porque só vai poder tomar a vacina bivalente quem tiver pelo menos duas doses da vacina monovalente”, esclarece.

A fim de atender ao primeiro grupo prioritário, que é o menor de todos, a Unicamp recebeu 546 doses da vacina bivalente. O próximo a receber a bivalente será o grupo de pessoas acima de 60 anos, em seguida o grupo formado por gestantes e puérperas e, depois, o formado por trabalhadores da saúde e pessoas com deficiência permanente. “Este último é o maior grupo. Quando abrirmos para os trabalhadores da saúde, faremos posto volante no HC (Hospital de Clínicas) e no Caism (Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher)”, diz a coordenadora.

Os profissionais de saúde serão imunizados
O Cecom organizará posto volante no HC e Caism quando chegar a vez de imunizar os profissionais de saúde 

Alta proteção

A vacina bivalente oferece alta proteção contra a variante ômicron e suas subvariantes BA.1, BA.4 e BA.5, além de proteger contra a cepa original do coronavírus. Especialmente no caso dos grupos prioritários, a vacinação impede, em grande parte das ocorrências, a instalação de quadros graves da doença.

Os efeitos adversos mais comuns para quem toma a vacina bivalente são semelhantes aos da vacina monovalente: cefaleia, diarreia, mialgia, dor no local da injeção e vermelhidão. “Aplicada essa dose da bivalente, o esquema vacinal dá-se por encerrado”, diz Rôse. O prazo mínimo entre uma dose e outra do esquema vacinal é de quatro meses.

O Cecom atende de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h30 e das 13h30 às 17h30. Não é necessário agendamento.

Imagem de capa
A Unicamp recebeu 546 doses da vacina bivalente para atender à comunidade universitária

twitter_icofacebook_ico

Comunidade Interna

A publicação apresenta um panorama das pesquisas desenvolvidas por estudantes e pesquisadores indígenas nas diferentes regiões do país, em todas as áreas do conhecimento

O grupo é composto por 65 intercambistas de graduação, que farão disciplinas isoladas em diferentes cursos, e 70 alunos regulares de pós-graduação

No espaço, o cliente escolhe o produto, faz o pagamento e prepara sua refeição nos equipamentos de apoio disponíveis no local;  a loja funciona 24 horas por dia, ininterruptamente

Atualidades

O projeto “Reator sustentável: constituído por eletrodos de óxidos metálicos e células solares, para aplicações na descontaminação de água ou conversão de CO2 utilizando energia solar” é desenvolvido no âmbito do Centro de Inovação em Novas Energias 

Professor do Instituto de Geociências e autor do livro “Africano: uma introdução ao continente”, Kauê Lopes dos Santos comenta aproximação com países como Egito e Etiópia

Estudos anteriores já apontavam a proteína MKK3 como um fator importante na sobrevivência e proliferação de células tumorais

Cultura & Sociedade

Escritor e articulista, o sociólogo foi presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais no biênio 2003-2004

O evento acontecerá entre os dias 29 de fevereiro e 10 de março; a obra ESTAFA ou sobre os sonhos não dormidos foi selecionada na categoria de peças internacionais