‘A defesa da democracia não permite ingenuidades’

A defesa da democracia não permite ingenuidades

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) repudia com veemência os atos golpistas que resultaram na invasão e depredação, neste domingo (8), em Brasília (DF), do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e do prédio do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os ataques às sedes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, perpetrados por vândalos que elegem atos terroristas como formas de manifestação de sua contrariedade, configuram uma afronta ao Estado Democrático de Direito.

A Unicamp soma-se aos defensores das liberdades e das instituições democráticas, prezando, acima de tudo, o respeito à Constituição Federal de 1988.

A defesa da democracia frente a investidas fascistas não permite ingenuidades. Urgem o esclarecimento dos fatos e a punição dos responsáveis.

Reitoria da Unicamp
Campinas, 8 de janeiro de 2023.

Imagem de capa
Audiodescrição. Foto: Antoninho Perri. Imagem aérea panorâmica de área da Unicamp, onde aparecerem as ruas circulares, áreas verdes e prédios das faculdades, todos edificados com poucos andares. A foto recebeu efeitos de computador deixando-a com aspecto de ilustração. Imagem 1 de 1

twitter_icofacebook_ico

Comunidade Interna

O objetivo da reunião foi apresentar a experiência da Unicamp na aquisição de energia elétrica no Ambiente de Contratação Livre 

Modalidade oferecida pela Unicamp para financiamento de projetos de ensino, pesquisa e extensão completa 20 anos

Atualidades

Evento começou esta semana no Instituto de Computação e conta com aulas teóricas, simulados e palestras com patrocinadores

José Ricardo Teixeira Junior (IB) e Geovane Augusto Gaia Vieira (IG) vão para as universidades norte-americanas de Yale e UCLA, respectivamente

Artigo destaca a relevância das pesquisas acadêmicas sobre direitos humanos

Cultura & Sociedade

Instituto reúne grupos de pesquisa de 24 instituições e deve fortalecer os estudos de gênero no país; a coordenação é das docentes Viviane Resende, da Universidade de Brasília e Karla Bessa, do Núcleo de Estudos de Gênero (Pagu) da Unicamp

Atividade será uma das primeiras iniciativas a partir de parceria com a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Campinas