Unicamp destaca tecnologias e cases de inovação na Conferência ANPEI

Edição de imagem

A Agência de Inovação Inova Unicamp, Núcleo de Inovação Tecnológica da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), marca presença na Conferência ANPEI de Inovação 2022. O encontro acontece entre os dias 30 de novembro e 1 de dezembro, em Campinas (SP), no Centro de Convenções Royal Palm Hall, com previsão de reunir cerca de três mil participantes em debates e painéis.

Parceira da Conferência, a Inova Unicamp estará presente com estande, mostra de tecnologias e participação em palestra sobre o ecossistema local de inovação. O encontro é considerado o maior evento dedicado à pesquisa, desenvolvimento e inovação no Brasil. Neste ano, propõe discutir como a inovação e a sustentabilidade precisam caminhar juntas para o desenvolvimento de um futuro inclusivo e consciente no país.

No local, os participantes terão a oportunidade de conhecer como a Inova Unicamp atua no estímulo à inovação sustentável pela proteção da propriedade intelectual desenvolvida na universidade, com a transferência de tecnologias de impacto econômico, social e ambiental, e o fomento ao empreendedorismo e à geração de novos negócios baseados em ciência e tecnologia.

A palestra “Rede Local de Inovação” será ministrada pela professora Ana Frattini, diretora-executiva da Agência de Inovação da Unicamp, e pelo professor Mariano Laplane, coordenador executivo do Hub Internacional para o Desenvolvimento Sustentável (HIDS), no dia 30 de novembro, às 16h, no Palco Campinas.

A Unicamp também estará presente no painel sobre o modelo de HUB em Inteligência Artificial com governança público-privado e suporte especializado para transferência de tecnologia. O professor José Romano, pró-reitor da Unicamp, falará sobre o Centro Brazilian Institute of Data Science (Bi0S), sediado na Unicamp, que recentemente entrou em operação com foco em pesquisas nas áreas de diagnósticos médicos a partir da ciência dos dados.

Na área de exposição, inventores de seis tecnologias ligadas à saúde, petróleo e gás, semicondutores e engenharia de materiais, desenvolvidas por pesquisadores da Unicamp, estarão presentes para apresentar as soluções de alto potencial inovativo e compartilhar a experiência de tecnologias licenciadas, que estão a caminho do mercado.

Uma das tecnologias pode ser aplicada no tratamento do câncer de bexiga, com ótimos resultados nos testes em humanos. O remédio nanoterápico, em fase clínica avançada, já teve as patentes brasileira e americana concedidas e levou à criação de uma empresa spin-off acadêmica da Unicamp, que atua para vencer as exigências regulatórias para comercialização do produto.

Outras tecnologias envolvem processos verdes e nanotecnologia, com aplicação de grafeno e partículas grafíticas para o desenvolvimento de novos materiais condutores. Entre elas, está uma borracha “verde” que não demanda aplicação de vulcanização e apresenta propriedades eletrocondutoras. Leia mais

Também estarão expostos no estande o processo de uma pasta condutora à base de grafite expandido – que pode ser usada na produção de filmes flexíveis, com aplicações em sistemas de aquecimento corporal, eletrodos e aquecedores miniaturizados – e um sistema ultrassônico não invasivo para monitoramento de escoamentos comuns na produção e transporte de hidrocarbonetos em indústrias de petróleo e gás.

O objetivo da Inova com a iniciativa é proporcionar aos visitantes a chance de conhecerem as oportunidades para inovação que são geradas na universidade pública, estabelecendo conexões com docentes, pesquisadores, empresas-filhas e outros parceiros desse ecossistema.

Matéria originalmente publicada no site da Agência de Inovação Inova Unicamp.

 

Imagem de capa
Parceira da Conferência, a Inova Unicamp estará presente com estande, mostra de tecnologias e participação em palestra sobre o ecossistema local de inovação

twitter_icofacebook_ico

Comunidade Interna

Uallace Moreira Lima reafirmou o compromisso do atual governo em apoiar ações e projetos responsáveis por contribuir para o crescimento econômico e sustentável do país

A publicação apresenta um panorama das pesquisas desenvolvidas por estudantes e pesquisadores indígenas nas diferentes regiões do país, em todas as áreas do conhecimento

O grupo é composto por 65 intercambistas de graduação, que farão disciplinas isoladas em diferentes cursos, e 70 alunos regulares de pós-graduação

Atualidades

O encontro reuniu estudiosos do Brasil e do mundo para discutir a forma como as duas áreas devem se preparar a fim de enfrentar os grandes desafios contemporâneos no campo da saúde mental

O projeto “Reator sustentável: constituído por eletrodos de óxidos metálicos e células solares, para aplicações na descontaminação de água ou conversão de CO2 utilizando energia solar” é desenvolvido no âmbito do Centro de Inovação em Novas Energias 

Professor do Instituto de Geociências e autor do livro “Africano: uma introdução ao continente”, Kauê Lopes dos Santos comenta aproximação com países como Egito e Etiópia

Cultura & Sociedade

Escritor e articulista, o sociólogo foi presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais no biênio 2003-2004

O evento acontecerá entre os dias 29 de fevereiro e 10 de março; a obra ESTAFA ou sobre os sonhos não dormidos foi selecionada na categoria de peças internacionais