Livro reúne coleção de arte pré-colombiana de Rogério Cerqueira Leite

Edição de imagem

Leia matéria sobre lançamento do livro produzida pela equipe da PUC-Campinas.

A Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC Campinas) e a Unicamp realizam no dia 30 de novembro, às 18h, o lançamento do livro "Arte e Arqueologia da América Indígena: a coleção pré-colombiana Cerqueira Leite". A obra reúne imagens, descrições e análises de artefatos que compõem a coleção de arte pré-colombiana de Rogério Cerqueira Leite, professor emérito da Unicamp. O evento ocorrerá no auditório do Campus I da PUC Campinas.

Rogério Cerqueira Leite, um dos grandes nomes da Ciência: apreço pelas artes foi uma constante em sua carreira
Rogério Cerqueira Leite, um dos grandes nomes da ciência: apreço pelas artes foi uma constante em sua carreira

O livro apresenta 794 artefatos, sendo 599 peças inteiras e 195 fragmentos de estatuetas, esculturas, vasos e cerâmicas das Américas. São peças que abrangem civilizações como os Olmecas, Astecas e Maias, originárias do México e da América Central; o Império Inca, no Peru; e os Mapuche chilenos. Dos povos originários do território brasileiro, destacam-se os artefatos Marajoara e de outras culturas do Baixo Amazonas, como os Pocó e os Mazagão, além de povos de outras regiões, como os Tupiguarani.

Organizadores da obra, Alexandre Guida Navarro e Denise Cavalcante Gomes assinam artigos introdutórios com reflexões sobre o simbolismo dos gestos contidos nas peças do acervo e as novas perspectivas arqueológicas, que abandonam a ideia da supremacia humana frente a outros seres. Pedro Paulo Funari, professor do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), também participa da edição com um texto sobre a diversidade cultural na América Latina. O prefácio é de autoria de Marcelo Knobel, ex-reitor da Unicamp.

Rogério Cerqueira Leite é um dos grandes nomes da ciência que participaram da construção da Unicamp. Doutor em Física de Sólidos pela Universidade de Paris – Sorbonne, foi professor do Instituto de Física “Gleb Wataghin”, do qual foi diretor por dois períodos. Por sua grande afinidade com a música, atuou também na implantação do Instituto de Artes da universidade. Antes de sua carreira na Unicamp, lecionou na própria Sorbonne e no Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), além de ter sido pesquisador da Bell Laboratories, nos Estados Unidos. Atualmente, Cerqueira Leite é presidente de honra do Conselho de Administração do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).

Exposição "Passado e Presente, a África e o Ocidente na coleção de Rogério Cerqueira Leite", ocorrida em março de 2018, no Museu de Artes Visuais (MAV)
Exposição "Passado e Presente, a África e o Ocidente na coleção de Rogério Cerqueira Leite", ocorrida em março de 2018, no Museu de Artes Visuais (MAV)

Em entrevista ao Jornal da Unicamp, ele conta que o apreço pelas artes foi uma constante em sua carreira. Hoje, seu acervo conta com mais de quatro mil itens artísticos chineses, japoneses, indianos, africanos, sírios, da Oceania, entre outros, além da coleção pré-colombiana presente no livro. "O pesquisador que tem uma formação humanística ampla consegue fazer ciência com mais ideias progressistas, tornando-a mais humanista", reflete.

O livro “Arte e Arqueologia da América Indígena” é a primeira obra lançada em parceria pelas editoras Splendit PUC Campinas e da Unicamp. Em carta publicada pelos reitores das instituições, Antonio José de Almeida Meirelles (Unicamp) e Germano Rigacci Junior (PUC Campinas) celebram a contribuição de Cerqueira Leite para o desenvolvimento científico e tecnológico da região de Campinas, algo que trouxe benefícios às duas instituições.

Eles também comemoram o resultado do trabalho, que abre portas para novas publicações que cumprem a missão das universidades de divulgar ciência e cultura. "Este catálogo presta importante contribuição, por meio de seus textos e imagens, para o aprofundamento da compreensão histórica do público sobre o período anterior à chegada dos colonizadores portugueses e espanhóis ao continente americano."

Capa do livro "Arte e Arqueologia da América Indígena"
Capa do livro "Arte e Arqueologia da América Indígena: a coleção pré-colombiana Cerqueira Leite"

Serviço

Lançamento do livro "Arte e Arqueologia da América Indígena: a coleção pré-colombiana Cerqueira Leite"

Dia 30/11/2022, às 18h

Auditório Campus I PUC Campinas – Av. Prof. Ana Maria Silvestre Adade, s/n, Parque das Universidades, Campinas.

Leia mais: 

MAV abre duas mostras sobre arte afrobrasileira e africana

IFCH cria 1º programa no país de história da arte não-europeia

Imagem de capa
O livro apresenta 794 artefatos, sendo 599 peças inteiras e 195 fragmentos de estatuetas, esculturas, vasos e cerâmicas das Américas

twitter_icofacebook_ico

Comunidade Interna

Uallace Moreira Lima reafirmou o compromisso do atual governo em apoiar ações e projetos responsáveis por contribuir para o crescimento econômico e sustentável do país

A publicação apresenta um panorama das pesquisas desenvolvidas por estudantes e pesquisadores indígenas nas diferentes regiões do país, em todas as áreas do conhecimento

O grupo é composto por 65 intercambistas de graduação, que farão disciplinas isoladas em diferentes cursos, e 70 alunos regulares de pós-graduação

Atualidades

O encontro reuniu estudiosos do Brasil e do mundo para discutir a forma como as duas áreas devem se preparar a fim de enfrentar os grandes desafios contemporâneos no campo da saúde mental

O projeto “Reator sustentável: constituído por eletrodos de óxidos metálicos e células solares, para aplicações na descontaminação de água ou conversão de CO2 utilizando energia solar” é desenvolvido no âmbito do Centro de Inovação em Novas Energias 

Professor do Instituto de Geociências e autor do livro “Africano: uma introdução ao continente”, Kauê Lopes dos Santos comenta aproximação com países como Egito e Etiópia

Cultura & Sociedade

Escritor e articulista, o sociólogo foi presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais no biênio 2003-2004

O evento acontecerá entre os dias 29 de fevereiro e 10 de março; a obra ESTAFA ou sobre os sonhos não dormidos foi selecionada na categoria de peças internacionais