Um certo Corcel e outras histórias

Edição de imagem
Vídeo

Quando Zeferino Vaz visitava as obras de expansão da universidade que fundou há exatos 56 anos, era a bordo de um elegante Ford Corcel GT amarelo, ano 1971 – na época, um carro esportivo –, que atravessava a rodovia Anhanguera de São Paulo rumo a Campinas. No caminho, com o vento batendo no rosto, Zeferino fazia planos de vida e preocupava-se com o futuro da universidade.

Zeferino Vaz morreu em 1981, deixando o legado de “semeador de universidades”, três filhos pequenos e, na garagem, o Ford Corcel amarelo. Sérgio Vaz, um dos filhos de Zeferino, cresceu com a memória do pai e a presença do carro, de que passou a cuidar por toda vida.

Foi a história do zelo de um filho, de um carro preservado e de seu dono, o fundador da Unicamp, que os repórteres da Secretaria Executiva de Comunicação (SEC) Hebe Rios e Marcos Botelho foram buscar, refazendo o percurso de São Paulo a Campinas no Corcel amarelo, ao lado de Sérgio Vaz.

A viagem, que terminou em frente ao grande painel em homenagem a Zeferino Vaz, erguido próximo à Reitoria da Unicamp, está registrada na reportagem “Um certo Corcel”, exibida a partir de hoje (5/10) no Youtube oficial da Unicamp (TV Unicamp).

Além da reportagem, outros dois vídeos compõem uma série em comemoração ao aniversário de 56 anos da Unicamp nesta quarta-feira, dia 5. O vídeo “Compromisso” relaciona os Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) com ações em andamento na Unicamp, como a idealização do Hids – Hub Internacional para o Desenvolvimento Sustentável, a implantação de geração de energia renovável, a adoção de políticas de inclusão e permanência de populações mais vulneráveis nos cursos de graduação, ou, ainda, as iniciativas de curricularização da extensão. O roteiro foi elaborado a partir de um artigo assinado pelo reitor da Unicamp, Antonio José de Almeida Meirelles.

A terceira reportagem da série, “Tempo de casa”, conta um pouco da história do funcionário mais antigo ainda em atividade na Universidade. Roberto Orlando Pereira, de 73 anos, tem 54 anos de Unicamp e hoje trabalha na Biblioteca Central Cesar Lattes. Ele acompanhou a implementação do Sistema de Bibliotecas desde o início, conheceu o pesquisador César Lattes e chegou a projetar a disposição do mobiliário das unidades antigas, antes da migração do acervo para o prédio atual.

Os três vídeos poderão ser vistos no canal da Unicamp no Youtube (TV Unicamp) e serão exibidos também no canal 10 a cabo. A edição ficou a cargo de Kleber Casabllanca e Diohny C. Andrade. As imagens são de João Ricardo Luiz e Marcos Botelho. A coordenação é de Patrícia Lauretti.

Assista aos vídeos: 

 

Imagem de capa
Audiodescrição. Foto: Antoninho Perri. Montagem com 2 fotos. Na primeira, à direita, carro modelo Corcel 1971, bem conservado, com laterais amarelas, e capô, teto e traseira pretos, calotas cromadas e placa preta de colecionador. O carro está parado lateralmente, virado à esquerda da imagem. Há um homem ao volante que posa à câmara fotográfica. Ao fundo, parede revestida com pastilhas. Na outra foto, à esquerda, imagem aérea de área da Unicamp, com logo sobreposto onde se lê Unicamp 56 anos. Imagem 1 de 1

twitter_icofacebook_ico

Atualidades

Obra reúne acervo de Rogério Cerqueira Leite; edição estará disponível para venda em breve nos sites das editoras

O papel do rap e da educação na busca pela superação do racismo e da violência foi um dos temas debatidos

Foram aprovados os itens: “Prêmio Tese Destaque", a prorrogação da licença paternidade para servidores e recursos adicionais para o desenvolvimento de dois projetos no âmbito do Plano Plurianual de Investimentos (PPI)

Cultura & Sociedade

Fruto de parceria com jovens indígenas do país, obra “Still I Rise” traz relatos de experiências de impacto para o empoderamento de povos originários

O Instituto de Geociências recebeu 175 finalistas, distribuídos em 58 equipes; a Olimpíada Brasileira de Geografia e a Olimpíada Brasileira de Ciências da Terra contemplou 17 estudantes cada uma