Reitor recebe comitiva do Exército

Autoria
Em reunião, reitor Antonio Meirelles afirmou que acordos de cooperação técnica com o Exército são bem-vindos e que a intenção da universidade é estreitar laços com a região e com as instituições sociais e governamentais
Em reunião, reitor Antonio Meirelles afirmou que acordos de cooperação técnica com o Exército são bem-vindos e que a intenção da universidade é estreitar laços com a região e com as instituições sociais e governamentais

O reitor da Unicamp, professor Antonio Meirelles, recebeu na manhã desta terça-feira (14) a visita do comandante da 11ª Brigada de Infantaria Mecanizada do Exército, general Agnaldo Oliveira Santos. Eles discutiram possibilidades de convênios e programas de interesse comum em áreas que vão da saúde ao setor cibernético.

"Queremos buscar pontos de contato entre as instituições. Quando começamos a nos conhecer, identificamos as possibilidades e limitações, e isso define a melhor interação", disse Oliveira.

Meirelles afirmou que acordos de cooperação técnica com o Exército são bem-vindos e que a intenção da Unicamp é estreitar laços com a região e com as instituições sociais e governamentais. O reitor mencionou o acordo firmado para a instalação de uma unidade do Corpo de Bombeiros no campus de Barão Geraldo e a ampliação do acordo com a Polícia Militar Ambiental para programas de sustentabilidade em desenvolvimento na Unicamp.

O pró-reitor de pesquisa da Unicamp, professor João Romano, expôs ao comandante o AmazonFACE, projeto viabilizado por acordo entre o governo britânico, INPA (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia) e Unicamp para avaliar impactos da mudança climática nas florestas tropicais.

O comandante indagou sobre eventuais pesquisas em cibernética na Universidade e sobre programas de utilização de energia fotovoltaica nos campi. O diretor da Diretoria de Planejamento Integrado (DEPI), Douglas Galvão, explicou o protocolo adotado na universidade para produtos controlados. O professor Mariano Laplane deu detalhes sobre o HIDS (Hub Internacional de Desenvolvimento Sustentável), distrito de inovação de terceira geração que irá funcionar na área da Fazenda Argentina, propriedade da Universidade.  

O professor Renato Lopes explicou o funcionamento da Inova, Agência de Inovação da Unicamp. Com 1.276 patentes vigentes e 197 contratos de licenciamento, ela teve 129 patentes concedidas em 2021. Até março, o faturamento das empresas-filhas da Unicamp havia atingido R$ 16 bilhões.

##
O comandante Agnaldo Oliveira Santos demonstrou interesse em conhecer as pesquisas em cibernética na Universidade e sobre programas de utilização de energia fotovoltaica nos campi

Centro Meteorológico da RMC

O comandante da 11ª Brigada foi também apresentado ao Centro Meteorológico da RMC, que deverá entrar em operação em 2024. O Centro fornecerá dados para a Defesa Civil em políticas de prevenção de temporais e eventos climáticos extremos, realizará monitoramento de recursos hídricos e subsidiará pesquisas sobre clima e agricultura. Ele será instalado em uma área da Embrapa Digital, no campus de Barão Geraldo, onde já funciona o Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da Unicamp.  

Também participou do encontro o coordenador técnico da Secretaria de Vivência do Campus, Anderson de Araújo. Ele falou sobre segurança no campus e sobre o relacionamento da Universidade com os órgãos de segurança municipais e estaduais.

twitter_icofacebook_ico

Comunidade Interna

Ampliação dos intercâmbios e colaborações em atividades de pesquisa foram possibilidades levantadas

Critérios de utilização e ampliação dos horários aumentam possibilidades de uso do Ginásio Multidisciplinar da Unicamp

Atualidades

Evento vai destacar a arte produzida no asfalto, nos semáforos e nas calçadas das cidades brasileiras

Houve crescimento do percentual de mulheres inscritas, que chegou a 40,6% do total de candidatos

Interessados poderão se inscrever até dia 12 de fevereiro

Cultura & Sociedade

Programa recebeu 91 estudantes de ensino médio de 30 escolas públicas durante 25 dias de atividades

Projeto ‘OSU para todos’ abre a temporada 2023; programação inclui também apresentações em instituições para crianças com deficiência e lar para idosos