Químico Luiz Carlos Dias discutirá papel da pesquisa interdisciplinar no ENESIN22

Temas essenciais para o mundo em tempos de pandemia, como a inovação na área farmoquímica e a ampliação das colaborações em pesquisas científicas, estarão no foco dos debates da segunda assembleia do Encontro Estudantil Interdisciplinar 2022 (ENESIN22), que acontece na sexta-feira (22), às 19h. Convidado especial do evento, Luiz Carlos Dias, professor do Instituto de Química (IQ) da Unicamp, fará uma apresentação sobre a importância das pesquisas interdisciplinares e sobre sua colaboração com cientistas de diversas áreas no desenvolvimento de medicamentos para o combate a doenças negligenciadas, como a malária.

Iniciativas como o ENESIN são fundamentais na busca de soluções transversais para problemas sanitários e socioeconômicos, ao reunir pessoas com expertises distintas, afirma Dias. Professor titular do IQ e membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC), o docente integra a Força-Tarefa da Unicamp no combate à Covid-19, doença que exigiu uma abordagem envolvendo pesquisadores de diversas áreas.

“Penso que é necessário estabelecer parcerias, ter uma interação mais forte entre áreas, já que a ciência não tem fronteiras, e falar as várias línguas na ciência. Temos que ser capazes de conversar com colegas de várias áreas e subáreas nas fronteiras de nossas áreas de especialização.”

Atuando na área da química, Dias defende a interação com pares de disciplinas como medicina, infectologia, bioquímica, biologia, biologia molecular, parasitologia, virologia e imunologia. Segundo ele, os trabalhos colaborativos ganham relevância ainda maior quando se trata de áreas que produzem impacto concreto nas condições de vida de populações negligenciadas, empregando a ciência para aqueles que mais precisam. “Acredito que nada pode ser mais inovador do que contribuir para salvar vidas.”

Um dos projetos em que atua, e que envolve a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Organização das Nações Unidas (ONU) e várias instituições sem fins lucrativos, tem como meta erradicar a malária até 2040, reduzindo os casos em cerca de 90% até a próxima década.

Luiz Carlos Dias coordena o consórcio Molecules Initiative for Neglected Diseases (MINDI), cujo objetivo é descobrir novos candidatos a fármacos para o tratamento de malária, doença de Chagas e leishmanioses. O MINDI é resultado de um convênio do Programa de Apoio à Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), firmado entre a Unicamp, a Universidade de São Paulo (USP), a Medicines for Malaria Venture (MMV) e a iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi).

“Este trabalho colaborativo já teve impacto positivo no desenvolvimento de novas capacidades no Brasil, ajudando a ampliar nossos horizontes e estabelecer novas tecnologias para esse complexo e desafiador pipeline de desenvolvimento de medicamentos. Ainda assim, foi apenas o começo dessa jornada.” O projeto, que deve servir de inspiração para os estudantes que participam de iniciativas interdisciplinares como o ENESIN, espera ter, nos próximos anos, as ferramentas certas para alcançar seus objetivos e dar novos passos.

Assembleia

Aberta à participação de toda a comunidade, a segunda reunião virtual do ENESIN também permitirá conhecer os projetos já inscritos, organizar a formação de grupos e esclarecer dúvidas dos alunos. Os grupos já estruturados serão convidados a fazer apresentações de cinco minutos para acompanhamento das atividades e da formação interdisciplinar das equipes. Mais informações e o formulário de inscrições do ENESIN22 podem ser encontrados no site do evento.

O ENESIN 22 é uma parceria entre o Instituto de Estudos Avançados (IdEA) e a Secretaria Executiva de Comunicação (SEC) da Unicamp. As inscrições foram abertas no dia 15/9 no site do IdEA. Entre os temas já propostos, há projetos de governança pública, intervenções urbanas, saúde pública, atendimento à população em situação de rua, saneamento básico, educação, economia e empoderamento de minorias. Os estudantes terão um ano para conceber, discutir e elaborar os projetos, em equipes de três a seis integrantes, preferencialmente de disciplinas distintas.

2ª assembleia mensal do ENESIN22

Data: 22 de outubro

Horário: 19h

Acesso à sala do Zoom.

Acesso à transmissão no YouTube

Imagem de capa

Luiz Carlos Dias, professor do IQ da Unicamp estará na segunda assembleia do Encontro, que acontece no dia 22/10, às 19h
Luiz Carlos Dias, professor do IQ da Unicamp estará na segunda assembleia do Encontro, que acontece no dia 22/10, às 19h