Frente de Ações Sociais da Força-Tarefa realiza testagem na região do Jardim São Marcos

A Frente de Ações Sociais e a Frente de Diagnósticos da Força-Tarefa contra a Covid-19 da Unicamp realizou, na manhã desta quarta-feira (19), mais de 200 testes gratuitos na população na região do Jardim São Marcos. Foram 109 testes PCR e outros 100 testes rápidos com o objetivo de identificar casos positivos (mesmo que não sintomáticos) e assim impedir novas transmissões. O projeto é uma iniciativa da Unicamp em apoio ao Sistema Único de Saúde (SUS), em parceria com a Paróquia do bairro (Padre Antonio) e a Central Única dos Trabalhadores (CUT). Os resultados dos testes PCR devem ser divulgados em 24 horas.

Foram realizados 200 testes na região do Jardim São Marcos
Equipe realizou 200 testes na região do Jardim São Marcos

Na semana passada, os testes foram realizados na ocupação da Vila Paula. Lá foram feitos 70 testes e identificados 5 casos positivos e encaminhados ao Centro de Saúde local. Segundo o professor Sávio Machado Cavalcante, coordenador da ação, os testes estão sendo feitos em populações e territórios com maior vulnerabilidade, em sua maioria trabalhadores/as que não teriam condições de pagar pelo procedimento. “Seria obrigação do Estado oferecer esta testagem, principalmente para aquelas pessoas que precisam sair para trabalhar e não têm possibilidade de arcar com os custos do teste”, destaca.

Além da programação recente, outras regiões foram alcançadas com testagem pela Frente de Ações Sociais da Força-Tarefa, como foi o caso no ano passado da Vila Soma, a partir de um convênio com a Prefeitura de Sumaré. Em abril deste ano, a Frente de Ações Sociais realizou a testagem em mulheres trans e travestis em duas casas de acolhimento em São Paulo.

Leia mais:

Força-Tarefa da Unicamp faz testes para  Covid-19 em mulheres trans e travestis

Unicamp auxilia indígenas no litoral de São Paulo no combate ao coronavírus 

Veja as matérias produzidas pela Imprensa :

Covid-19: Unicamp aplica 400 testes PCR e de anticorpos de graça na comunidade do São Marcos, em Campinas

Imagem de capa

O objetivo é detectar casos positivos da doença e evitar novas transmissões 
O objetivo é detectar casos positivos da doença e evitar novas transmissões