Segunda fase do Vestibular Unicamp inicia com a menor abstenção dos últimos 10 anos

O primeiro dia da segunda fase do Vestibular Unicamp 2021 aconteceu nesta segunda-feira, dia 8 de fevereiro, com a menor abstenção dos últimos 10 anos registrada: foram 8,3% ausentes. Não houve qualquer intercorrência durante a aplicação das provas, que foram realizadas em 22 cidades do país, com um total de 14.185 estudantes presentes. Para cumprir os protocolos de distanciamento, 715 salas foram utilizadas, tendo em média 20 candidatos por sala. No ingresso pelo Vestibular 2021, são oferecidas 3.237 vagas em 69 cursos de graduação da Unicamp. A segunda fase ainda segue na terça-feira, dia 9 de fevereiro.

“A Unicamp abre a segunda fase com a menor abstenção em 10 anos. Esse é um fato surpreendente e por isso nossa alegria ao falar que o índice de abstenção foi de 8,3%”, afirmou o coordenador da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), professor José Alves Freitas Neto, em coletiva de imprensa após o término da aplicação das provas desta segunda-feira. “O dado nos surpreende pelo contexto em que vivemos, o contexto da pandemia”, frisou. 

Para o professor, a diminuição do índice de abstenção representa a confiança na Unicamp, tanto nos protocolos de biossegurança adotados durante a prova, como na certeza de que é uma universidade que mantém sua rotina acadêmica apesar dos desafios relacionados à pandemia, que forçou uma rápida adaptação às atividades remotas. Além disso, frisa José Alves, “os estudantes valorizam e reconhecem a prova da Unicamp como sendo uma prova em que se veem representados, seja pela linguagem contemporânea, seja por sua linguagem próxima dos repertórios de diversos estudantes de diversos grupos sociais”.

audiodescrição: fotografia colorida mostra estudantes fazendo prova de vestibular; eles estão de máscaras, as carteiras são azuis e há poucos candidatos na sala, conforme protocolos de distanciamento social
Primeiro dia da segunda fase do Vestibular Unicamp transcorreu sem qualquer intercorrência

Prova abarca pluralidade de temáticas
O primeiro dia da segunda fase do Vestibular Unicamp aplicou provas de Redação; Língua Portuguesa e Literaturas; Língua Portuguesa e Língua Inglesa. Direito à literatura; capacitismo; redes sociais e poluição foram alguns dos temas tratados.

A coordenadora acadêmica da Comvest, professora Márcia Rodrigues Mendonça, indica que a prova da Unicamp seguiu mantendo a proposta de contemplar as diversas áreas do conhecimento ancoradas na realidade social. “Nós tivemos essa diversidade de vozes sociais e de temáticas [...] A Unicamp reafirma a marca de trazer uma prova contextualizada em que as habilidades dos conhecimentos e das disciplinas são operacionalizados para dar conta de assuntos de interesse social”.

Monumentos históricos e necropolítica são temas propostos para redação
A prova de redação, que tem um peso de 20% do total da nota dos estudantes no Vestibular Unicamp, apresentou duas propostas para os candidatos, como de costume. 

A primeira proposta centrou-se na temática da memória e dos monumentos históricos, utilizando como gancho o movimento estadunidense Black Lives Matter, que reivindicou a retirada de monumentos públicos ligados a figuras que protagonizaram violência contra povos negros. Foi proposto que os candidatos fizessem uma redação do gênero discurso político, baseado em uma situação hipotética ligada à retirada ou não de estátuas históricas, de figuras ligadas ao escravagismo, de uma escola brasileira.

A segunda proposta indicou o gênero de diário para um testemunho acerca de vivências de vulnerabilidade socioeconômica durante a pandemia. O tema proposto para a escrita ancorou-se na discussão sobre necropolítica, conceito desenvolvido pelo filósofo Achille Mbembe que evidencia como um Estado pode decidir quem deve viver e quem deve morrer e que coloca em xeque sua soberania para tanto.

Confira a prova na íntegra: http://www.comvest.unicamp.br/vest2021/F2/provas/2021F2redporing.pdf

audiodescrição: fotografia colorida mostra estudantes fazendo prova de vestibular; eles estão de máscaras, as carteiras são azuis e há poucos candidatos na sala, conforme protocolos de distanciamento social
Segunda fase do Vestibular Unicamp termina amanhã, dia 9 de fevereiro

Segunda fase segue na terça-feira (9)

O último dia da segunda fase do Vestibular Unicamp 2021 acontece na terça-feira, 9 de fevereiro, com a prova comum a todos os candidatos (Matemática; Ciências Humanas e Ciências da Natureza) e as provas de conhecimentos específicos (PCE), conforme a opção de curso:

– candidatos da área de Ciências Biológicas/Saúde: seis questões de Biologia e seis questões de Química;
– candidatos da área de Ciências Exatas/Tecnológicas: seis questões de Física e seis questões de Química;
– candidatos da área de Ciências Humanas/Artes: seis questões de Geografia e seis questões de História, englobando conteúdos de Filosofia e Sociologia.

Próximas datas
As Provas de Habilidades Específicas para os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais e Dança, serão feitas nos dias 11 e 12 de fevereiro de 2021, em Campinas.

A primeira chamada será divulgada dia 10 de março e os convocados nesta chamada deverão efetivar a matrícula online (não presencial) no dia 15 de março, pela página eletrônica da Comvest. As demais datas constam do calendário do Vestibular Unicamp 2021, disponível no site da Comissão.

Imagem de capa

audiodescrição: fotografia colorida mostra candidatos, de máscara, realizando provas de vestibular em sala; as cadeiras são azuis e há poucos candidatos na sala, conforme protocolos de distanciamento social
Segunda fase teve início na segunda-feira, 8 de fevereiro, e continua na terça-feira