Força-Tarefa Unicamp lança série de vídeos sobre a frente de trabalho criada para combater a Covid-19

Quando pensamos em cientistas é comum vir em nossas mentes indivíduos munidos de jalecos, máscaras e luvas dentro de um ambiente controlado, dentro de um laboratório. Mas, o processo de produção científica não se limita apenas aos que estão constantemente rodeados de tubos de ensaio. Cientistas podem também estar rodeados de livros, de documentos, de pessoas, de sons, de imagens, de números, e ideias. Sim! Um cientista é aquele que produz conhecimento! Todo conhecimento! Seja ele a cura para uma doença, uma fórmula matemática, a avaliação demográfica de vulnerabilidades sociais, a compreensão e tradução de manifestações culturais ou a vida biológica e social de um novo vírus. Nem todo conhecimento é produzido por cientistas, mas o conhecimento científico é feito coletivamente em instituições destinadas a este fim, com técnicas e metodologias específicas e, constantemente, colocado à prova na busca por novos conhecimentos. Deste processo fazem parte diversas áreas e especialidades: humanas, biológicas, exatas e pessoas de diferentes gêneros, cor/raça, etnia, classes sociais e localidades.

Foi no intuito de produzir conhecimento e responder às demandas sociais em um momento de urgência e com um sentimento de construção em conjunto que a Força-Tarefa (FT) Unicamp contra a Covid-19 se organizou. Desde março de 2020 pesquisadores de diversas áreas se uniram para implementar testes diagnósticos, análise e ações sociais, produção de ciência básica e aplicada, pesquisas clínicas, entre outras iniciativas que visavam dar este retorno social partindo da qualidade de seus conhecimentos e possibilitado pelo financiamento público à pesquisa e infraestrutura universitária.

Nesta força, a Frente de Comunicação, coordenada pelo professor Henrique Marques de Souza (Instituto de Biologia) e a Frente de Ações Sociais, coordenada pelo professor Sávio Cavalcante (Instituto de Filosofia e Ciências Humanas), formaram uma equipe de voluntárias(os) para registrar as atividades da FT ao longo desse momento tão singular. Em especial, a equipe procurou registrar as percepções e experiências das(os) integrantes, buscando suas sensibilidades, pontos de vista, inclinações pessoais e engajamento. Ao final, os vídeos da série buscam mostrar que, por trás desta frente de pesquisa e atuação, há mais que especialistas, técnicos ou intelectuais, mas pessoas que, frente às suas competências, posições institucionais, recursos e ansiedades viram a necessidade de atuar frente a uma questão sanitária e humanitária, e se uniram para isso.

A série “Por trás da Força” traz o olhar daqueles que estão por trás de todo empenho realizado pela FT nesses meses de trabalho. Formados por recortes de motivações e relatos captados dos depoimentos dos entrevistados, esses vídeos trazem em si um forte sentimento de humanidade, união e conexão de pessoas, de áreas, união de conhecimentos e forças em busca de um compromisso coletivo e problema comum, uma Força Tarefa Unicamp contra a Covid-19.

A equipe

Com início em maio, a equipe composta por voluntária(os) da Faculdade de Ciências Médicas, do Instituto de Artes, do Instituto de Biologia e do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp registrou cerca de 30 entrevistas com professoras(es) e pesquisadoras(es) integrantes da FT e das demais iniciativas de combate ao coronavírus de diferentes institutos da Unicamp. A equipe registrou também ações de testagem dos moradores da Moradia Estudantil da Unicamp e em Comunidades como a Vila SOMA (Sumaré, SP).

Além da série de vídeos “Por trás da Força”, o material coletado servirá à construção de um acervo de depoimentos e à iniciativas com finalidade acadêmica (projeto em colaboração com o Centro de Memória da Unicamp).

Imagem de capa

Pesquisadores em laboratório manipulando o coronavírus
Série de vídeos apresenta as motivações e sentimentos por trás dos integrantes das equipes