Olival Freire Jr. inicia atividades no IdEA com curso sobre história da ciência

Começaram nesta terça-feira (6) as atividades do novo cientista residente do Instituto de Estudos Avançados (IdEA) da Unicamp, o físico e historiador da ciência Olival Freire Junior. O primeiro encontro da série de atividades foi a aula inaugural do minicurso “Ciência no Brasil - A metáfora do mito de Sísifo”, voltado principalmente a pós-graduandos e pesquisadores de humanidades e ciências da natureza.

Com 200 inscritos de diversos Estados do Brasil e do exterior, o curso a distância terá uma carga horária didática de 16 horas, em oito aulas às terças e quintas-feiras. No primeiro encontro, Freire falou sobre a estrutura do curso, metodologia e bibliografia, além de discorrer sobre a história da ciência brasileira na República Velha, abordando a criação de importantes instituições de pesquisa e ensino e o intercâmbio com cientistas estrangeiros.

Cientista Olival Freire Júnior iniciou suas atividades com curso voltado principalmente a pós-graduandos e pesquisadores de humanidades e ciências da natureza
Cientista Olival Freire Júnior iniciou suas atividades com curso voltado principalmente a pós-graduandos e pesquisadores de humanidades e ciências da natureza

“Eu fiquei muito bem impressionado com o início do curso, com a diversidade de inserções de alunos, pois há professores experientes, alunos de pós-graduação e alunos de graduação de diferentes regiões do Brasil e mesmo do exterior. Tudo isso foi um elemento motivador”, declarou o historiador, elogiando a qualidade dos questionamentos e comentários durante a aula.

O novo convidado do Programa “Cesar Lattes” do Cientista Residente se dedica há várias décadas à história da ciência, tanto em ensino e pesquisa quanto em divulgação científica. Olival Freire Junior é autor de mais de 70 artigos em periódicos especializados, mais de 40 capítulos de livros e quatro livros, entre eles “Teoria quântica: estudos históricos e implicações culturais” (Eduepb e Livraria da Física, 2011), coeditado com Osvaldo Pessoa Junior e Joan Lisa Bromberg e vencedor do Prêmio Jabuti.

Além do minicurso, ele fará uma palestra voltada a alunos de graduação e ensino médio, “A física quântica - Um gigante com os pés de barro”, no dia 23 de outubro, com transmissão pelas redes sociais do IdEA. A história da física quântica é um dos principais temas da produção científica de Freire, consolidada nos livros “The Quantum Dissidents: Rebuilding the Foundations of Quantum Mechanics” (2015) e “David Bohm - A Life Dedicated to Understanding the Quantum World” (2019), ambos pela editora Springer.

Na abertura, o poeta e linguista Carlos Vogt, presidente do Conselho Científico e Cultural do IdEA, e o físico Anderson Fauth, coordenador adjunto do IdEA, deram as boas-vindas e apresentaram o currículo do novo cientista residente do Instituto. Para Fauth, o primeiro encontro foi ótimo e a frequência foi bastante elevada. “Esse grande interesse pelos encontros era previsto devido à excelência acadêmica do apresentador e à alta qualificação dos inscritos. A maioria possui título de pós-graduação e é professor ou pesquisador de instituições que vão do norte ao sul do Brasil, e inclusive alguns do exterior”, explicou Fauth.

Freire foi o primeiro brasileiro indicado para o conselho da History of Science Society, sediada nos Estados Unidos, no período 2018-2020, e acaba de publicar um artigo sobre a história da ciência e tecnologia do Brasil no século XX para a Oxford Research Encyclopedia of Latin American History.

Físico é professor titular do Instituto de Física da UFBA, onde leciona desde 1979
Físico é professor titular do Instituto de Física da UFBA, onde leciona desde 1979

Nascido em Jequié (BA), graduou-se em física, em 1978, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), com mestrado em ensino de física (1991) e doutorado em história social (1995), ambos pela Universidade de São Paulo (USP). Professor titular do Instituto de Física da UFBA, onde leciona desde 1979, foi também pró-reitor de Pesquisa, Criação e Inovação da instituição, entre 2014 e 2019.

Ele é o segundo pesquisador convidado para o Programa “Cesar Lattes” do Cientista Residente. Em 2019, o físico italiano Francesco Vissani inaugurou o projeto com palestras e um minicurso sobre neutrinos. O paranaense Cesar Lattes (1924-2005), que dá nome ao Programa, gravou seu nome na história da ciência como um dos maiores físicos do Brasil, sendo um dos fundadores, em 1967, do Instituto de Física da Unicamp, onde se aposentou em 1986.

LEIA MAIS:

Palestra “A física quântica - Um gigante com os pés de barro”

Historiador da ciência Olival Freire Jr. é o novo cientista residente do IdEA

Saiba mais sobre a biografia do físico e historiador da ciência Olival Freire Junior

Conheça o Programa "Cesar Lattes" do Cientista Residente

 

Imagem de capa

Olival em uma aula presencial na UFBA
Com 200 inscritos de diversos Estados do Brasil e do exterior, o curso a distância terá uma carga horária didática de 16 horas, em oito aulas às terças e quintas-feiras