Morre o professor aposentado do IQ Albert James Kascheres

Faleceu, aos 77 anos de idade, o professor aposentado do Instituto de Química (IQ) Albert James Kascheres. O docente, um dos pioneiros do IQ, desenvolveu pesquisas no Departamento de Química Orgânica entre 1971 e 1996 quando se aposentou. Até a publicação dessa matéria não havia informações sobre velório e sepultamento do corpo.

Em 2003, o professor Kascheres foi homenageado pela publicação científica Journal of Brazilian Chemical Society em um editorial escrito pelos docentes Maria Vargas e Ronaldo Pilli. Dos 17 artigos do periódico referente aos meses de novembro e dezembro daquele ano, 7 foram dedicados ao docente aposentado.

Confira os parágrafos referentes à homenagem. 

"Ao ser consultado sobre o interesse em publicar um artigo sobre as principais contribuições à Química Orgânica, realizadas por Albert James Kascheres, na ocasião do seu 60o aniversário, o corpo editorial considerou que seria uma oportunidade para resgatar um dos capítulos da história recente da implantação das bases modernas do ensino de graduação e pós-graduação de Química no Brasil, dedicando-lhe um número especial. Tendo sido um dos pioneiros da implantação do Instituto de Química da Unicamp, o Prof. Kascheres (ou AJK como se tornou conhecido entre seus colaboradores) além de registrar em sua biografia um vasto número de publicações relacionadas à química de heterociclos de 3 membros, enaminonas, enaminotionas e compostos diazocarbonílicos, como pode ser verificado da leitura do artigo de autoria de Concetta M. Kascheres, teve um papel importante na formação de um grande número de químicos que hoje atuam com destaque na docência e pesquisa no país e no exterior. Alguns desses ex-colaboradores contribuem neste número do JBCS com artigos homenageando o mestre e colega.

Todos aqueles que tiveram o privilégio de conviver com o Prof. Kascheres durante seus anos no Instituto de Química da UNICAMP reconhecem sua excepcional atuação como docente e grande incentivador de novas gerações de químicos brasileiros. Reunindo uma sólida formação em Química Orgânica, aliada a uma personalidade forte e postura profissional rigorosa, sem fazer concessões que não fossem aquelas de interesse do ensino e da pesquisa, o legado deixado pelo Prof. Kascheres reafirma em todos nós a convicção de que é possível conciliar rigor e conhecimento científico com boa didática na nobre tarefa de formar e motivar novas gerações. Em nome de todos aqueles que puderam usufruir da sua sabedoria, muito obrigado AJK!"

Leia o editorial da edição de novembro/dezembro de 2003 do periódico Journal of Brazilian Chemical Society.