Museu de Zoologia do IB lança conteúdo para acesso virtual

Como uma forma de suprir a temporária suspensão de visitas presenciais às exposições, o Museu de Zoologia, vinculado ao Instituto de Biologia da Unicamp, lança um projeto de acesso virtual. Todos os conteúdos produzidos para o Museu de Zoologia Virtual se basearam na exposição “Biodiversidade Animal: estilos de vida” que está completando 10 anos de atividades. Os vídeos podem ser acessados pela página institucional do Museu ou diretamente em pesquisa na plataforma Youtube.

Segundo a curadora de coleções do Museu, Michela Borges, os conteúdos, produzidos pelos biólogos que atuam diretamente na exposição ao público, são apresentados de forma lúdica e inspirados nos temas Biodiversidade Animal e Conservação, e a Ciência por trás desses assuntos. “Foram planejados não somente para atrair o interesse das crianças, mas sim para todas as faixas etárias. Nesse momento de isolamento social é uma oportunidade para estimular o interesse pelas diversas áreas da Ciência”, explica.

As visitas presenciais ao Museu de Zoologia acontecem desde 2010. O público principal são estudantes do ensino fundamental e médio, de escolas públicas e privadas de Campinas e região. Em tempos de atividades presenciais acadêmicas normais, as visitas guiadas por biólogos são agendadas às segundas-feiras à tarde ou na terça-feira de manhã e duram entre uma e duas horas. A visitação é feita em quatro salas temáticas “Vida na Água”, “Cidade das Formigas-Saúvas”, “Hóspedes e Penetras” e “Invertebrados e Vertebrados: formas e cores”. Antes da suspensão das atividades presenciais, o Museu recebia semanalmente uma média entre 40 e 80 estudantes.

Michela Borges destaca que os museus de zoologia são instituições de extrema importância para a Ciência, Ensino e Extensão. O Museu de Zoologia da Unicamp proporciona uma integração entre o conhecimento científico e a comunidade, especialmente da região de Campinas. “Na Unicamp se mantém diversas coleções animais utilizadas por pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento, além de educadores e artistas”, esclarece.

Imagem de capa

logo do museu on line
Os conteúdos foram produzidos pelos biólogos que atuam diretamente na exposição ao público