Unicamp recebe comissão de avaliação externa do ensino pré-universitário

Foto mostra membros da comissão em reunião, sentados à mesa. Na mesa, estão cadernos, blocos, canetas e celulares. Eles olham para o reitor, marcelo knobel, que está na ponta da mesa conduzindo uma apresentação
Comissão de avaliação externa visitará unidades de ensino pré-universitário até 4ª feira (12)

Teve início nesta segunda-feira (10) o processo de avaliação externa do ensino pré-universitário da Unicamp, que compreende os serviços oferecidos pela Divisão de Educação Infantil e Complementar (DEdIC) e os Colégios Técnicos de Campinas (Cotuca) e Limeira (Cotil). A análise é uma das etapas da avaliação institucional realizada em todas as unidades da universidade. Até o dia 12 de fevereiro, uma comissão formada por cinco membros que trabalham com gestão e políticas para o Ensino Básico, de diferentes órgãos e instituições, vão percorrer as unidades de ensino pré-universitário, conversar com diretores, conhecer o que é desenvolvido em cada local e apontar um diagnóstico com sugestões para o aperfeiçoamento dos trabalhos realizados. 

As avaliações institucionais são realizadas nas unidades da Unicamp a cada cinco anos e contam com uma primeira fase interna, feita por membros das próprias unidades, seguidas depois por uma etapa externa. Para esta avaliação do ensino pré-universitário, a comissão é formada por Huyra de Araújo, professor do campus em Piracicaba do Instituto Federal de São Paulo; Maria Antonia Ramos de Azevedo, professora da Unesp de Rio Claro; José Vitório Sacilotto, do Centro Paula Souza; Maria Helena Guimarães, do Conselho Nacional de Educação; e Isnard Domingos Ferraz, diretor do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa. 

Mudanças para avaliação integrada

Para esta edição da avaliação institucional, a Coordenadoria Geral da Universidade (CGU) investiu em mudanças que vão possibilitar uma avaliação integrada de toda a universidade. Até as avaliações anteriores, cada unidade tinha sua avaliação feita por uma comissão específica, o que dificultava o diálogo entre os diagnósticos. A partir desta avaliação, serão apenas duas comissões a realizar os estudos, uma para o ensino pré-universitário e outra para as faculdades e institutos. "A gente acha que ter essa visão mais integrada da Unicamp vai trazer mais subsídios para o planejamento que vai ser feito durante esse ano, do que você ter 48 comissões visitando todos os espaços da Unicamp sem que haja depois uma agregação das informações, dando uma visão mais completa da universidade", explica Ana Maria Carneiro, assessora de avaliação institucional da CGU. 

Foto mostra Ana Maria Carneiro enquadrada do colo para cima em uma apresentação. Ela tem cabelos médios, ondulados e veste blusa preta com estampa de folhas brancas
Ana Maria Carneiro ressalta a importância de a avaliação fornecer uma visão integrada

Nesta edição, será também a primeira vez que os serviços de Ensino Infantil passarão pela avaliação. Isso porque a integração da DEdIC aos colégios técnicos ocorreu em 2017 com a criação da Diretoria Executiva de Ensino Pré-Universitário (DEEPU). Isso vai possibilitar que os Centros de Convivência Infantil (CECI), Programa de Desenvolvimento e Integração da Criança e do Adolescente (Prodecad) e Colégios Técnicos recebam a mesma visão integrada que será aplicada às faculdades e institutos. "Pela primeira vez foi produzido um relatório sobre as atividades de Educação Infantil e de Educação Complementar que a Unicamp oferece, e pela primeira vez também é uma comissão apenas que vai avaliar essas três atividades, incluindo os dois colégios. Nas avaliações anteriores, tinha uma comissão para cada colégio técnico, e o que a gente percebia é que, por mais que essa avaliação fosse muito rica para a unidade, acabava não tendo um reflexo de forma mais agregada para a Unicamp", comenta Ana Maria. 

Para Teresa Celina Rosa, diretora executiva de ensino pré-universitário, a mudança favorece a descoberta de novos processos de trabalho e aperfeiçoamentos para o ensino das futuras gerações de universitários. "Eu vejo a avaliação como algo muito positivo, é um olhar novo sobre as questões do trabalho, que às vezes a gente não enxerga, porque está dentro dele. Quem está fora vê de uma maneira muito positiva, é sempre muito bom nesse aspecto", avalia Teresa, que espera contar com o diagnóstico e sugestões feitas pela comissão para o planejamento estratégico da universidade. 

foto mostra Teresa celia rosa enquadrada do colo para cima. Ela tem cabelos na altura dos ombros, usa óculos e veste blusa verde
"É um olhar novo sobre as questões do trabalho", avalia Teresa Celina Rosa, diretora da DEEPU

O reitor Marcelo Knobel ressaltou ainda a importância da avaliação para ampliar a visibilidade do ensino pré-universitário fornecido pela Unicamp. "Nós temos um desafio, os colégios são importantes e fundamentais para Campinas e Limeira, e para a Unicamp em si, mas eles não aparecem nas avaliações, os dados e números que eles geram não são considerados nas nossas avaliações. É um desafio, pois queremos manter, apoiar e ver como essas atividades podem se transformar de uma maneira mais efetiva e ter visibilidade junto a própria sociedade", afirma Knobel. 

foto mostra sentadas à mesa: Maria antonia azevedo, professora da unesp, teresa atvars, coordenadora geral da unicamp, e ana maria carneiro, assessora de avaliação institucional da cgu
Maria Antonia Azevedo (Unesp), Teresa Atvars (CGU) e Ana Maria Carneiro (CGU)
foto mostra sentados à mesa: maria antonia azevedo, professora da unesp, e huyrá de araújo, professor do instituto federal de são paulo, campus de piracicaba
Huyra de Araújo (IFSP Piracicaba) e Maria Antonia Azevedo (Unesp)
foto mostra teresa celina em uma apresentação e teresa atvars de costas, acompanhando ao lado
Teresa Celina Meloni Rosa - Diretora Executiva de Ensino Pré-Universitário
foto mostra José Roberto Ribeiro, diretor do colégio técnico de limeira. Ele veste camisa azul e sorri para a foto
José Roberto Ribeiro (Cotil)

Imagem de capa

foto mostra membros da comissão de avaliação sentados à mesa, na diagonal. Em primeiro plano, aparece teresa celina meloni, diretora executiva de ensino pré universitário, seguida por maria helena guimarães, do conselho nacional de educação, depois por isnard domingos ferraz, diretor do colégio de aplicação da universidade federal de viçosa, e por josé vitório sacilotto, do centro paula souza
Unicamp recebe comissão de avaliação externa do ensino pré-universitário