Representantes discentes da pós-graduação no Conselho Universitário são empossados

audiodescrição: fotografia colorida
Estudantes da pós-graduação têm direito a quatro assentos no Consu

Tomaram posse, nesta sexta-feira (31), os representantes discentes da pós-graduação eleitos para serem membros do Conselho Universitário (Consu) da Unicamp. Diferente do ano passado, as quatro representações titulares e as quatro suplentes foram preenchidas, completando as cadeiras da pós no órgão de deliberação máxima da Universidade. A cerimônia da posse ocorreu na sala do Consu, e foi presidida pelo reitor da Unicamp, Marcelo Knobel.

O reitor parabenizou os eleitos, agradecendo pela disposição em participar das reuniões, e destacou alguns dos desafios ligados à educação e à pós-graduação, como a mudança de critérios para a concessão de bolsas no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), ainda não detalhada pelo governo federal.“Nós certamente teremos um ano no mínimo agitado. Será um ano, do ponto de vista externo, com uma incerteza grande com o que vai acontecer no CNQq. As notícias não são nada promissoras na Capes também. Nós teremos que atuar de uma maneira muito forte”, disse Knobel.

A mestranda em Música Patrícia Kawaguchi, eleita pela segunda vez consecutiva para a cadeira da pós no Consu,  destaca a importância de ter a representação discente completa. “A pós-graduação não tem um histórico muito grande de mobilização política devido ao volume de atividade de pesquisas, projetos, congressos. Ano passado não havia a bancada completa e desde então a gente vem falando para os colegas da importância de ocupar essas cadeiras”. 

Eleito pela primeira vez, Robson Sampaio, mestrando em Educação, também assinala que a mobilização dos estudantes da pós-graduação foi fortalecida nos últimos anos, possibilitando uma maior discussão das demandas e da universidade. “Estar de uma forma qualificada no o debate e contribuir para um melhor desenvolvimento da universidade para que ela atinja a população que a financia é o nosso papel”, afirma.

 

audiodescrição: fotografia colorida
Patrícia Kawaguchi assume a segundo mandato; Robson Sampaio foi eleito pela primeira vez

Desafios

Ambos os estudantes frisam que a questão da permanência estudantil é uma das principais preocupações no âmbito da pós-graduação. “Não adianta você ter o recurso para manter o laboratório funcionando sem manter o pesquisador em campo, fazendo a pesquisa”, diz Robson. Para Patrícia, o cenário de instabilidade pode afetar também a saúde mental dos pesquisadores, já que anúncios de cortes e revisões de bolsas, por exemplo, são recorrentemente colocados em pauta pelo governo.  

Defesa da universidade pública, gratuita e socialmente referenciada; defesa das permanências estudantis; mais investimentos e ampliação das cotas nas unidades da pós-graduação são pontos que ambos os estudantes apontam como horizontes e desafios de ação dos representantes da pós no Consu. 

Representantes

Membros titulares:

- Matheus Alves Albino (Instituto de Filosofia e Ciências Humanas); 

- Patrícia Kawaguchi Cesar (Instituto de Artes);

- Robson Bomfim Sampaio (Faculdade de Educação).

- João Paulo Ferreira Bertacchi (Instituto de Química); 

 

Membros suplentes:

- Helen Bovo Tormina Zanao (Instituto de Artes); 

- Luan Ramos da Silva (Faculdade de Engenharia de Alimentos);

- José Ballardo Villegas Salabarria (Faculdade de Engenharia Mecânica); 

- Marcos Henrique de Paula Dias da Silva (Instituto de Física).