Unicamp lamenta perda de Reginaldo de Moraes

 

O professor Reginaldo de Moraes em foto mais informal com um semblante sereno
O professor Reginaldo de Moraes: humor ácido e elegante

Morreu nesta segunda-feira (26) o professor Reginaldo Carmello Corrêa de Moraes, aposentado do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp desde 2011. Moraes ainda atuava como colaborador na pós-graduação em Ciência Política do IFCH, inclusive orientando trabalhos de alunos. O professor completaria 69 anos em 11 de outubro. 

Reginaldo Moraes era coordenador de Difusão do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Estudos sobre Estados Unidos (INCT-Ineu) e autor de várias publicações, as mais recentes: “O Peso do Estado na Pátria do Mercado – Estados Unidos como país em desenvolvimento” (2014) e “Educação Superior nos Estados Unidos – História e Estrutura” (2015), os dois livros pela Editora da Unesp.

O atual diretor do IFCH, Álvaro Bianchi, lamentou a perda afirmando que Reginaldo Moraes teve uma longa trajetória no Instituto. Foi Coordenador da Graduação, Chefe de Departamento e o primeiro coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política do IFCH (2003-2005). Foi ainda responsável pela formação de várias gerações de pesquisadores e pela consolidação da área de Relações Internacionais no Instituto.

“Na Ciência Política foi dos primeiros a chamar a atenção às ideias neoliberais e a estudar o impacto destas em instituições políticas nacionais e internacionais. Era dono de um humor ácido e de uma escrita elegante e se destacava pela análise rigorosa e penetrante da conjuntura contemporânea”, ressaltou Bianchi.

Suas últimas pesquisas comparativas sobre o ensino superior, em particular dos Estados Unidos, tornaram-se importante referência na área, conforme destacou o diretor do IFCH.

Amigos, alunos e colegas se manifestaram sobre a perda na página que Reginaldo de Moraes mantinha no Facebook. “É preciso dar um passo além da "perplexidade" – afirmou em um de seus últimos textos. Tarefa um tanto difícil nesse longo entardecer que estamos vivendo”, afirmou uma seguidora.

Em outra postagem, palavras em homenagem ao professor: “Grande ser humano, um mestre que muito nos ensinou. Um intelectual digno e um lutador das causas sociais. Triste, muito triste momento”.

No Jornal da Unicamp Reginaldo de Moraes escrevia há dois anos colunas semanais sobre conjuntura política e Estados Unidos. Sua última coluna “Os evangélicos norte-americanos e a política (III). Desafios do novo milênio” foi publicada na quinta-feira, (22).

Leia os artigos de Reginaldo Moraes no Jornal da Unicamp

 

Imagem de capa

O professor Reginaldo, em foto durante um evento formal
O professor Reginaldo de Moraes era colaborador da Unicamp