Deputado Rafa Zimbaldi critica postura da CPI

Em artigo publicado no Correio Popular, o deputado estadual Rafa Zimbaldi (PSB) critica a postura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa que analisa a gestão das universidades públicas. Leia abaixo texto na íntegra:

Perdoe, eles não sabem o que dizem

Não faço parte da Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa do Estado que analisa a gestão das universidades públicas, entretanto como parlamentar tenho a prerrogativa e dever de acompanhar os trabalhos. Foi o que fiz na quarta-feira (26/6). Antes tivesse pecado pela omissão, pois me envergonhei do tom utilizado por alguns colegas parlamentares ao se dirigirem ao Reitor da Universidade Estadual de Campinas " Unicamp, professor doutor Marcelo Knobel.

Não obstante ao mérito da CPI e tampouco ao seu objetivo investigativo, não há qualquer precedente para que um parlamentar se dirija a um reitor de uma das 40 melhores faculdades do mundo em tom ameaçador e truculento. Até onde vai o direito de um deputado que o permita dizer que vai realizar busca e apreensão na universidade se a mesma não enviar documentos no formato conveniente somente a ele mesmo, já que o dever da universidade em enviar os documentos foi cumprido. Aliás, o envio seria até desnecessário, pois, todos esses dados são fornecidos cumprindo a Lei de Acesso à Informação. E já que o tom ficou alto, me permito ressaltar que todo parlamentar deveria saber acessar esses documentos com um pouco mais de familiaridade.

Não tenho procuração para defender a Unicamp e sei que ela não é perfeita, mas sei também que é responsável por salvar muitas vidas, por desenvolver pesquisas essenciais para doenças que acometem a nossa sociedade e que o atual reitor, professor doutor Marcelo Knobel não mede esforços para rever contratos e reduzir cargos. Porém, cabe lembrar que dos 7.500 funcionários, 60% estão na área hospitalar.

O que essa CPI quer? Reduzir o número de atendimento médico no Estado? A Unicamp, por meio do Hospital das Clinicas, Hospital da Mulher " CAISM e Hospital Estadual de Sumaré não atendem só Campinas e região, atendem São Paulo inteiro e também pessoas de outros Estados e até países.

Investigar é legítimo, mas precisamos mudar o tom desta CPI, ao invés de dar tratamento de acusado aos reitores que aqui comparecerem, vamos unir os deputados e mandar recursos, investimentos para esses hospitais e universidades. Em seis meses como deputado consegui a destinação de mais de dois milhões de reais para a área da saúde. O CAISM vai receber 150 mil reais e precisa de muito mais. Precisa de deputados que cobrem do governador mais recursos. É isso que a sociedade espera. se houver união dá pra fazer diferente!

Rafa Zimbaldi é deputado estadual pelo PSB.