O endoscopista Ciro Garcia Montes assume a coordenação geral do Gastrocentro

Reitor Marcelo Knobel cumprimenta o novo coordenador do Gastrocentro, Ciro Garcia Montes
Reitor Marcelo Knobel cumprimenta o novo coordenador do Gastrocentro Ciro Garcia Montes

O médico endoscopista Ciro Garcia Montes assumiu a coordenação geral do Centro de Diagnóstico de Doenças do Aparelho Digestivo (Gastrocentro) da Unicamp nesta quinta-feira (13), pelo triênio 2019-2022. Elaine Cristina Ataíde é a sua coordenadora associada. Ciro Montes substitui o gastrocirurgião Nelson Adami Andreollo que permaneceu no cargo durante duas gestões. Desde 2013, ele coordenou o órgão em parceria com o médico Jazon Romilson de Souza Almeida. A cerimônia de posse foi presidida pelo reitor Marcelo Knobel.  

Em seu primeiro discurso como coordenador, o endoscopista fez um agradecimento nominal a todos os profissionais que fizeram parte de sua trajetória no Gastrocentro, iniciada praticamente junto com a instalação do órgão. Segundo ele, embora acredite ser uma tarefa difícil substituir seu antecessor, disposição não irá faltar para cumprir as metas. “Comecei minha trajetória especializada praticamente com a instalação do Gastrocentro e, por isso, minha experiência no atendimento me deu condições para exercer o cargo que hoje assumo”, destacou.

Cerimônia de posse contou com autoridades, médicos e funcionários do Gastrocentro
Cerimônia de posse contou com autoridades, médicos e funcionários do Gastrocentro

Entre as suas principais metas está a melhoria da infraestrutura do prédio que abriga o Gastrocentro. Isto inclui a otimização na logística de recepção dos pacientes e organização dos serviços de atendimento ao usuário. Também destacou a atenção especial que pretende dar às normas de biossegurança e estruturar uma área de endoscopia experimental com a criação de um laboratório. “Trata de uma questão estratégica implementar o ensino experimental da endoscopia digestiva na graduação”, defendeu.

O reitor Marcelo Knobel destacou a importância das metas projetadas para o Gastrocentro e lembrou, no entanto, a crise pela qual passa a estruturação da saúde pública no país. “A Unicamp tem carregado um peso do qual não consegue suportar”, afirmou. O reitor salientou que o complexo hospitalar da Unicamp tem feito o possível e o impossível para manter o atendimento exclusivo aos pacientes SUS, principalmente, da Região Metropolitana de Campinas. “A Universidade está chegando no limite que pode aguentar, por isso, a importância de se investir em parcerias e buscar angariar recursos junto aos políticos de todas as esferas”, avaliou.

o gastrocirurgião Nelson Adami Andreollo: união entre as áreas
O gastrocirurgião Nelson Adami Andreollo: deixa o cargo com processo de integração concluído 

Integração – O gastrocirurgião Nelson Andreollo definiu a sua gestão à frente do Gastrocentro com a palavra integração. Segundo o médico, o órgão engloba cinco departamentos da área médica – Clínica Médica, Cirurgia, Pediatria, Anatomia Patológica e Radiologia – e conciliar todos os interesses e buscar o trabalho conjunto em prol do bem atender os pacientes, consiste em um desafio. “A palavra do momento é união”, definiu.

Outro desafio enfrentado por Andreollo teria sido o esforço de adequação às normas da Vigilância Sanitária. Trabalho que desenvolvido ao longo de cinco anos consecutivos. “Atendemos à todas as exigências da Vigilância Sanitária, resta apenas a questão de um anestesista presente durante os procedimentos de alta complexidade”, informou.

Sua maior conquista credita à implantação do sistema de captura de imagens dos exames praticados no Gastrocentro para serem visualizadas pelos profissionais do Hospital de Clínicas. “Todos os exames são transmitidos para o hospital e podem ser vistos pelos médicos e equipe de enfermagem. Isso foi um ganho inestimável para o ensino e para a pesquisa, pois os profissionais podem discutir casos e realizar reuniões técnicas com as imagens em mãos ao invés de um laudo em papel”, comemorou.