Campinas Decor abre mostra e anuncia recuperação do Cotuca

É grande a expectativa de que os alunos do Cotuca (Colégio Técnico de Campinas) voltem a ocupar o histórico prédio da rua Culto à Ciência em agosto do próximo ano. O anúncio foi feito por Sueli Cardoso, organizadora da Campinas Decor, na abertura da exposição de 2019 em outro patrimônio público totalmente recuperado, onde funcionava o antigo Colégio Ateneu, ao lado da Prefeitura de Campinas, na noite desta quarta-feira. O Cotuca vem funcionando em imóvel alugado no bairro Taquaral desde agosto de 2014, devido à interdição em fevereiro do mesmo ano do prédio doado pelo abolicionista Bento Quirino dos Santos, com breve interim das atividades no campus da Unicamp em Barão Geraldo.  

A Campinas Decor vem reforçando a sua política de recuperação de bens do patrimônio público iniciada em 2003, quando promoveu a reforma do Casarão do Lago do Café, recuperando posteriormente a Estação Guanabara (2008) gerida pela Unicamp, os prédios do Instituto Agronômico de Campinas (2009 e 2010), a Estação Cultura (2011), a Casa de Vidro (2016) e a sede da Fazenda Argentina (2017) adquirida pela Universidade. A edição de 2019 da principal mostra de arquitetura, decoração e paisagismo do interior paulista acontece de 26 de abril a 26 de junho, no casarão histórico da rua Barreto Leme 1515, no coração da cidade, que pertence à Prefeitura e é tombado pelo Condepacc (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas).

Foto: Perri
Marcelo Knobel e Sueli Cardoso assinam memorando para obras de melhoria da infraestrutura do Cotuca

O professor Marcelo Knobel, reitor da Unicamp, elogiou a evolução do conceito preconizado pelo evento, imaginando a emoção da vizinhança ao ver recuperado um prédio abandonado desde os anos 1990, e ressaltou que a decisão sobre o Cotuca resulta de muitas conversações. “Quando saímos da rua Culto à Ciência todas as lojas e estacionamentos fecharam, o entorno ficou bastante degradado. Já conversamos com a Prefeitura para aproveitar o momento e recuperar aquela área. O Cotuca é um prédio histórico, considerado um dos projetos mais importantes de Ramos Azevedo e realmente representará mais um grande benefício da Campinas Decor para a nossa cidade – e será um dos maiores desafios, porque o prédio é gigantesco e complexo.”

No total, já foram investidos cerca de R$ 18,5 milhões em benfeitorias nesses prédios históricos de Campinas, cotizados entre a organização do evento, expositores, patrocinadores e fornecedores. O casarão da Barreto Leme, em seus 3.600 metros quadrados e 1.400 de área construída original, abriga 48 ambientes internos e externos, preparados por renomados profissionais do setor na cidade e região, mostrando as tendências e o que há de mais moderno em artigos para decoração e construção, revestimentos, mobiliário, luminotécnica, automação residencial e tudo o que envolve esse universo.

Foto: Perri
Prefeito Jonas Donizette assina decreto atribuindo o nome de Stella Pastana Tozo ao casarão histórico recuperado

Para a preparação da mostra, organização e expositores recuperaram pisos e revestimentos, consertaram telhados, portas e janelas e modernizaram as redes hidráulica e elétrica, obras que consumiram aproximadamente R$ 2 milhões dos R$ 7 milhões para a montagem da edição, divididos também com patrocinadores e fornecedores. Os trabalhos envolveram um exército de profissionais – arquitetos, paisagistas, engenheiros, artistas plásticos, pedreiros, pintores, jardineiros, carpinteiros e entregadores. Nos horários de pico, o local chegou a reunir 500 pessoas ao mesmo tempo. Foram gerados 1.500 empregos diretos e outros 150 para a abertura da mostra ao público. A expectativa é da presença de mais de 30 mil visitantes.


Homenagem

A Campinas Decor 2019 reserva um espaço especialmente criado para render homenagens a Stella Maria Leite Pastana Tozo, empresária que esteve à frente da mostra nos últimos 17 anos, ao lado de Sueli Cardoso. Ela faleceu em novembro de 2018. Na cerimônia de abertura, o prefeito Jonas Donizette assinou decreto atribuindo o nome de Stella Pastana Tozo ao imóvel recuperado, onde funcionará a Secretaria Municipal de Educação. Também na cerimônia, o reitor Marcelo Knobel e Sueli Cardoso assinaram o “Memorando de Entendimento” entre a Unicamp e a Campinas Decor referente às obras de melhoria na infraestrutura do Cotuca para a edição de 2020.

Foto: Perri
Campinas Decor 2019, com 48 ambientes internos e externos, fica aberta à visitação até 26 junho

 

 

Imagem de capa

Marcelo Knobel em cerimônia da Campinas Decor, que anunciou a recuperação do Cotuca para 2020 | Foto: Antoninho Perri
Marcelo Knobel em cerimônia da Campinas Decor, que anunciou a recuperação do Cotuca para 2020 | Foto: Antoninho Perri