Unicamp cria grupo de trabalho para aperfeiçoar coleta de dados para indicadores de desempenho

A Pró-Reitoria de Desenvolvimento Universitário (PRDU) criou um grupo de trabalho que irá mapear, analisar e propor a melhor forma de reunir numa única fonte os dados relevantes sobre desempenho da Unicamp. O GT iniciou seus trabalhos no dia 9, e ao longo dos próximos meses deverá trabalhar no estudo sobre os diferentes indicadores que influenciam os trabalhos da universidade.

O grupo de trabalho é sediado na PRDU e conta com o apoio da administração central, em especial da Coordenadoria Geral da Universidade (CGU). O grupo fará um mapeamento de informações gerais para agentes internos e externos, e como essas informações são coletadas. 

Marisa Masumi Beppu, pró-reitora de Desenvolvimento Universitário
Marisa Masumi Beppu, pró-reitora de Desenvolvimento Universitário 

O objetivo é elaborar um diagnóstico do processo de coleta desses dados, para poder otimizar o trabalho tendo em vista a melhora dos processos internos da Unicamp. O GT é formado por funcionários da PRDU, CGU, pró-reitorias, Assessoria de Economia e Planejamento (Aeplan), Diretoria Acadêmica (DAC), Diretoria Geral da Administração (DGA), Diretoria Geral de Recursos Humanos (DGRH), Diretoria Executiva de Relações Internacionais (DRERI) e unidades de ensino. 

"Notamos que a universidade dispende muito tempo coletando dados. Queremos racionalizar e aperfeiçoar esse processo”, explica a pró-reitora de desenvolvimento universitário, Marisa Beppu. "Os dados têm que estar disponíveis utilizando-se a consulta a fontes primárias,  suprindo os centros que necessitam dessa informação. Isto evita múltiplas consultas aos agentes, como docentes e pesquisadores, geradores da informação".

Os indicadores que serão mapeados incluirão os que refletem as atividades de ensino e pesquisa, como os existentes na plataforma Sucupira da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), e os exigidos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

Marisa Masumi Beppu, pró-reitora de Desenvolvimento Universitário
Sidney Pio de Campos e Rosangela Leves, membros do grupo de trabalho da PRDU, e Marisa Masumi Beppu

Outros dados que serão estudados pelo GT serão relacionados aos rankings internacionais, como o Times Higher Education (THE) e QS World University. "Não usamos os rankings como um objetivo final, mas como “termômetro” dos resultados bons sobre os trabalhos realizados na Unicamp", relata Marisa Beppu.

O trabalho inicial do GT deve durar dois meses, e após o diagnóstico serão estudados a melhor estratégia e soluções para disponibilizar as informações. A intenção é eliminar retrabalhos para a alimentação de bases de indicadores de produção acadêmica e científica por parte de professores e funcionários técnico-administrativos. 

Imagem de capa

Marisa Masumi Beppu, pró-reitora de Desenvolvimento Universitário 
Marisa Masumi Beppu, pró-reitora de Desenvolvimento Universitário