Cesop amplia acesso a pesquisas sobre Opinião Pública

imagem da capa do novo site do Cesop na tela de um computador
Novo site do Cesop: facilidade de acesso às pesquisas de opinião pública

Pesquisadores que recorrem ao site do Cesop (Centro de Estudos de Opinião Pública), vinculado à Coordenadoria de Centros e Núcleos Interdisciplinares de Pesquisa da Unicamp (Cocen), terão agora mais facilidade de acesso tanto ao banco de dados de pesquisas, considerado um dos maiores da América Latina, como à revista Opinião Pública e às informações do Estudo Eleitoral Brasileiro (ESEB), realizado desde 2002. Com recursos da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) o site foi totalmente reformulado (acesse). Foram investidos 120 mil reais em infraestrutura.

Segundo o diretor do Cesop, Valeriano Mendes da Costa, o banco de dados de pesquisas sobre opinião disponibiliza agora, de modo descomplicado e integral, o acesso a cerca de 4 mil pesquisas realizadas por empresas do ramo, com foco no tema democracia. “O site tem nova qualidade de acessibilidade. As pessoas podem fazer suas pesquisas diretamente na página, baixar todas as informações e pesquisar por temas que são os mais variados possíveis”.

Há no banco de dados, por exemplo, pesquisas sobre consumo que foram feitas desde os anos de 1960 até os dias de hoje. “Mudanças nos padrões de consumo, sobre democracia, comportamento político, moral, ético, violência, racismo, temas do período clássico da democracia do Brasil, sobre o plebiscito do parlamentarismo, tudo está disponível”, salientou. O banco já existia no site, mas o acesso dependia de uma série de procedimentos.

Rosto do professor Valeriano Mendes da Costa durante a entrevista.
Valeriano Costa é diretor do Cesop e enfatiza importância dos dados disponíveis

Costa também chama a atenção para outro ativo do Cesop que é a revista Opinião Pública. A publicação é considerada a primeira revista de ciência política do Brasil, de nível internacional e com colaboradores da América Latina e Europa. O site disponibiliza todos os números, desde a primeira edição, de 1993.

Outro ganho com a reformulação da página é a forma de acesso aos dados do ESEB. Trata-se, de acordo com o diretor, da única pesquisa sobre democracia e eleições presidenciais feitas periodicamente desde 2002 no Brasil. “São entrevistados, logo após as eleições, cerca de 3 mil pessoas sobre os temas democracia, memória do voto, processo eleitoral e avaliação dos governos, com a grande vantagem permitir a comparação do que aconteceu nas eleições dos últimos 15 anos." As pesquisas realizadas ainda por membros do Cesop, ou que utilizam dados do núcleo também são relacionadas na página. Com as mudanças, Costa acredita que o número de acessos à página que já é bastante grande, irá aumentar ainda mais, fomentando as pesquisas de opinião pública no País e no mundo.