Mauricy Martin toma posse na cadeira ‘Lorenzo Fernandes’ da ACLA

A cadeira tem o nome do compositor brasileiro Lorenzo Fernandes, mas quem a ocupará a partir do dia 24 na Academia Campineira de Letras e Artes é o pianista Mauricy Martin. Professor do Departamento de Música do Instituto de Artes (IA) da Unicamp, ele foi selecionado pelo conjunto da obra, pelo trabalho realizado ao longo dos anos na formação de jovens pianistas e pela contribuição para a vida cultural de Campinas. “Como eu e minha esposa, americana, escolhemos fazer de Campinas nossa cidade e criamos nossos filhos aqui, este reconhecimento de meu trabalho é muito importante e me honra muito”, declara Martin. A cerimônia de posse será sábado (24), às 15h30, na ACLA.

Há 32 anos no IA,  Mauricy Martin obteve o mestrado na escola de música da Universidade de Indiana University e doutorado na Universidade de Boston, onde foi discípulo do pianista americano Anthony di Bonaventura. A convite, já ministrou master classes nas principais universidades e escolas de músicas brasileiras, na Georgia State University, Cinccinatti Conservatory of Music, Indiana State University, Meredith College, Western State University of Connecticut, Northwestern State University of Lousiana, Southern University, Universith of North Dakota; na Universidad Nacional de Asuncion e na Escola de Música Isidor Bajic na Sérvia, no Paraguai.

Mauricy Martin é convidado com frequência para atuar como professor e pianista em eventos no Brasil, como o Festival Internacional de Brasília; o Festival das Esferas ( SP); o Festival de Londrina; o Festival da Fundação das Artes (SP); o Encontro Internacional de Pianistas de Tatuí. No exterior, foi professor no Encontro Internacional de Pianistas de Mar Del Plata (Argentina); Resonant Thoughts ( Itália) e na Sérvia, é diretor artístico do Backa Palanka International Piano Festival.

“Meu trabalho como professor tem sido muito gratificante, pois hoje tenho alunos premiados em concursos nacionais de prestigio e até internacionais.” Alguns deles têm se apresentado como solistas convidados ao lado de orquestras brasileiras e ocupam posições como professores em importantes universidades brasileiras como Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas, Universidade Federal de Uberlândia, Faculdade de Belas Artes do Paraná, Universidade Federal de Santa Maria, Universidade Federal de Natal e Universidade do Estado de Santa Catarina, entre outras.

Quanto ao nome da cadeira a ser ocupada, Martin resume: “Para mim, ser convidado para ocupar uma cadeira na Academia com o nome de Lorenzo Fernandes é uma honra e, de certa forma, uma homenagem ao grande músico e educador dedicado que foi.” Lorenzo Fernandez teve um papel importante como educador, a começar pela fundação do Conservatório Brasileiro de Música, até hoje existente no Rio de Janeiro, dirigido por ele até 1948, quando faleceu. De acordo com Martin, o compositor dedicou grande parte de sua obra pianística para fins pedagógicos. Algumas de suas obras sinfônicas foram tocadas e gravadas por grandes orquestras internacionais como a Sinfônica de Boston. Fernandes compôs obras sinfônicas, de câmera, ópera e para instrumentos solistas.