Dispositivo possibilita explorar espalhamento de luz por vibrações mecânicas

Pesquisadores do Instituto de Física Gleb Wataghin da Universidade Estadual de Campinas (IFGW-Unicamp) desenvolveram teoricamente um dispositivo fotônico de silício que poderá viabilizar a interação entre ondas ópticas e mecânicas que vibram na faixa de dezenas de gigahertz (GHz). Resultado dos projetos “Nanofotônica em semicondutores dos Grupos IV e III-V” e “Optomecânica em cristais fotônicos e fonônicos”, ambos apoiado pela FAPESP na modalidade Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes, o dispositivo, desenvolvido durante o doutorado de Yovanny Espinel, foi descrito em um artigo publicado na revista Scientific Reports, do grupo Nature.
 

Leia notícias completa na página da Agência Fapesp

 

Imagem de capa

Simulação numérica de ondas acústicas propagando-se na borda dos microdiscos. A deformação representa a movimentação causada pela onda acústica, enquanto a escala de cores falsas representa a intensidade do campo eletromagnético da luz nas superfícies do disco
Simulação numérica de ondas acústicas propagando-se na borda dos microdiscos. A deformação representa a movimentação causada pela onda acústica, enquanto a escala de cores falsas representa a intensidade do campo eletromagnético da luz nas superfícies do disco