Podcast aborda antropologia de maneira descomplicada e acessível

Mundaréu é a mais nova série de podcasts produzidos pelo Laboratório de Estudos em Jornalismo (Labjor) em parceria com o Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília. 

Por Camila Pissolito

Há quem diga que a antropologia seja a área mais exótica e menos conhecida das ciências sociais. Mas, se depender das pesquisadoras Soraya Fleischer e Daniela Manica, essa noção está com os dias contados. O podcast Mundaréu pretende contribuir para humanizar pesquisadores e membros da comunidade, levando a antropologia para públicos que pouco conhecem a área, numa linguagem agradável e acessível, sem tanto jargão e palavreio técnico.

Nele, Daniela e Soraya colocam antropólogos para conversar com os seus interlocutores – ou seja, pessoas que fazem parte da “comunidade” estudada – e o resultado são histórias engrandecidas por diferentes percepções. “O formato escolhido primou falar com a outra pessoa, não somente falar da ou sobre essa pessoa. Isso permite que a antropologia seja questionada, provocada e, ao mesmo tempo, enriquecida”, conta Soraya, antropóloga e professora da Universidade de Brasília.

O objetivo é que o Mundaréu possa ser usado não apenas como material didático em sala de aula, mas que transpasse as barreiras das instituições de ensino. “Pretendemos fazer chegar efeitos e desdobramentos da pesquisa acadêmica às comunidades que tornam possível a produção do conhecimento antropológico”, diz Daniela Manica, antropóloga e pesquisadora da Unicamp.

O podcast pode ser ouvido no site e nas demais plataformas de streaming.

Mundaréu vem sendo desenvolvido como um desdobramento do Oxigênio, podcast de divulgação científica produzido no Labjor, e com apoio da Rádio Unicamp e do podcast 37 graus. Outras informações pelo e-mail.  

Assista aqui ao primeiro episódio. 

Episódio 2