Unicamp registra recorde de inscritos na modalidade ‘Vagas Olímpicas’

Autoria
Edição de imagem

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) registrou um recorde nas inscrições para a modalidade “Vagas Olímpicas Unicamp 2023”, que é uma das possibilidades de ingressar nos cursos de graduação da Unicamp. O número de inscritos subiu de 852 para 1.122 candidatos. A demanda por esse sistema de ingresso já havia crescido expressivamente na última edição, quando praticamente dobrou, de 468 para 852 inscritos. Para o ingresso em 2023, são oferecidas 122 vagas, em 33 opções de cursos. Os cursos mais procurados são da área de Ciências Exatas, concentrando 89,5% dos inscritos, seguidos dos cursos na área de Ciências Biológicas, com 10% da procura. A relação candidatos-vaga por curso está disponível na página eletrônica da Comvest: www.comvest.unicamp.br. Outro dado de destaque é o percentual de mulheres inscritas, que aumentou em relação aos anos anteriores, passando de 24% em 2021, para 38,4% em 2022 e 40,6% do total de inscrições para ingresso em 2023.

Essa é a quinta edição da modalidade Vagas Olímpicas na Unicamp. Estão inscritos estudantes de escolas públicas e privadas, medalhistas ou com ótimo desempenho em competições de conhecimento do ensino médio aceitas no processo.

O diretor da Comvest, José Alves de Freitas Neto, avaliou como positivo o recorde, tanto para a Unicamp como para as competições de conhecimento. “A Universidade ganha ao atrair alunos e alunas com excelente desempenho em determinadas áreas de conhecimento. Ganham também as olimpíadas, na medida em que podem ter um atrativo adicional em suas competições, com a oferta de vagas em universidades como a Unicamp”, disse José Alves.

O diretor da Comvest comentou o aumento da procura por parte de estudantes mulheres. “Considerando que a maior parte das vagas que ofertamos nessa modalidade é para a área de Exatas, o aumento da procura por parte das estudantes representa um grande avanço, já que tradicionalmente se trata de uma área, no mundo todo, ocupada majoritariamente por homens. Desta maneira, avançamos, enquanto politica de inclusão de gênero relacionada às olimpíadas de conhecimento”, afirmou José Alves.

Ingresso Inscritos
2023 1.122
2022 852
2021 468
2020 407
2019 283

Como é a classificação

Nessa modalidade de ingresso, os candidatos não precisam fazer nenhuma prova e, em cada curso, são convocados por ordem decrescente da pontuação obtida na olimpíada ou competição de conhecimento, pelo curso em 1ª opção, conforme as regras do Edital. Havendo vagas não preenchidas, são convocados por ordem decrescente os candidatos que optaram pelo curso como 2ª opção.

A convocação para matrícula será feita em até seis chamadas por curso e a primeira chamada será divulgada no dia 17 de fevereiro. O calendário completo de chamadas e matrículas está disponível na página do processo. As matrículas serão realizadas de maneira online, também na página da Comvest.

Imagem de capa
Estudantes durante a Olimpíada Nacional em História do Brasil, realizada em 2019 na Unicamp (Pedro Amatuzzi)

twitter_icofacebook_ico

Comunidade Interna

Uallace Moreira Lima reafirmou o compromisso do atual governo em apoiar ações e projetos responsáveis por contribuir para o crescimento econômico e sustentável do país

A publicação apresenta um panorama das pesquisas desenvolvidas por estudantes e pesquisadores indígenas nas diferentes regiões do país, em todas as áreas do conhecimento

O grupo é composto por 65 intercambistas de graduação, que farão disciplinas isoladas em diferentes cursos, e 70 alunos regulares de pós-graduação

Atualidades

O encontro reuniu estudiosos do Brasil e do mundo para discutir a forma como as duas áreas devem se preparar a fim de enfrentar os grandes desafios contemporâneos no campo da saúde mental

O projeto “Reator sustentável: constituído por eletrodos de óxidos metálicos e células solares, para aplicações na descontaminação de água ou conversão de CO2 utilizando energia solar” é desenvolvido no âmbito do Centro de Inovação em Novas Energias 

Professor do Instituto de Geociências e autor do livro “Africano: uma introdução ao continente”, Kauê Lopes dos Santos comenta aproximação com países como Egito e Etiópia

Cultura & Sociedade

Escritor e articulista, o sociólogo foi presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais no biênio 2003-2004

O evento acontecerá entre os dias 29 de fevereiro e 10 de março; a obra ESTAFA ou sobre os sonhos não dormidos foi selecionada na categoria de peças internacionais