IFCH emite nota de pesar pelo falecimento de Adriana Dias

Nota de pesar - Adriana Dias

A comunidade do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) se despede, comovida, de Adriana Dias.

Graduada em Ciências Sociais, mestra e doutora em Antropologia Social pela Unicamp, Adriana se notabilizou pela pesquisa inovadora e potente que expôs células nazistas no Brasil e pela luta veemente pela visibilidade das doenças raras e inclusão das pessoas com deficiência.

Sua atuação pública junto a essas pautas foi amplamente reconhecida e acolhida pelas associações da área científica, pela comunidade jornalística, com quem contribuía generosamente, e pelos gestores públicos. Mesmo depois de formada, Adriana sempre esteve presente em nossa comunidade. 

Recentemente, participou de audiência pública na Comissão Parlamentar de Inquérito da Câmara de Campinas para investigar o aumento de ocorrências de violência nazifascista e racistas na cidade, apoiando a Unicamp e o IFCH nesse processo. Contribuiu, também, para o grupo de transição de direitos humanos do governo Lula. Seu legado muito nos honra.

Aos e às colegas e familiares de Adriana Dias, nossas condolências.

Leia matéria publicada no Jornal da Unicamp sobre área de pesquisa de Adriana Dias: 

Um mergulho no universo neonazista

Leia depoimento da professora Suely Kofes, orientadora e amiga de Adriana Dias:

Obituário Adriana Abreu Magalhães Dias

twitter_icofacebook_ico

Comunidade Interna

A publicação apresenta um panorama das pesquisas desenvolvidas por estudantes e pesquisadores indígenas nas diferentes regiões do país, em todas as áreas do conhecimento

O grupo é composto por 65 intercambistas de graduação, que farão disciplinas isoladas em diferentes cursos, e 70 alunos regulares de pós-graduação

No espaço, o cliente escolhe o produto, faz o pagamento e prepara sua refeição nos equipamentos de apoio disponíveis no local;  a loja funciona 24 horas por dia, ininterruptamente

Atualidades

O projeto “Reator sustentável: constituído por eletrodos de óxidos metálicos e células solares, para aplicações na descontaminação de água ou conversão de CO2 utilizando energia solar” é desenvolvido no âmbito do Centro de Inovação em Novas Energias 

Professor do Instituto de Geociências e autor do livro “Africano: uma introdução ao continente”, Kauê Lopes dos Santos comenta aproximação com países como Egito e Etiópia

Estudos anteriores já apontavam a proteína MKK3 como um fator importante na sobrevivência e proliferação de células tumorais

Cultura & Sociedade

Escritor e articulista, o sociólogo foi presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais no biênio 2003-2004

O evento acontecerá entre os dias 29 de fevereiro e 10 de março; a obra ESTAFA ou sobre os sonhos não dormidos foi selecionada na categoria de peças internacionais