Unicamp registra mais de 300 inscritos na primeira edição das vagas para medalhistas em olimpíadas

interessa à Unicamp ter alunos que venham de experiências educacionais relacionadas às olimpíadas de conhecimento”, afirma José Alves de Freitas Neto, coordenador executivo da Comvest.
Interessa à Unicamp ter alunos que venham de experiências educacionais relacionadas às olimpíadas de conhecimento”, afirma José Alves de Freitas Neto, coordenador executivo da Comvest. 

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) está divulgando o número de inscritos no processo Vagas Olímpicas Unicamp 2019. 316 candidatos realizaram a inscrição na modalidade, que é uma das possibilidades de ingressar na Unicamp a partir deste ano de 2019. A Unicamp abriu a modalidade Vagas Olímpicas pela primeira vez este ano e ofereceu 90 vagas, em 22 opções de cursos. Do total de inscritos, 283 cumpriram as regras de envio da documentação e tiveram a inscrição validade. Do total, 166 são de escolas públicas e 117 de escolas privadas.

Participam do processo, estudantes que sejam medalhistas ou tenham um ótimo rendimento em competições de conhecimento do ensino médio, como as olimpíadas de Matemática, Física, Química e Robótica, dentre outras. Cada candidato pôde se inscrever em até dois cursos de graduação (em 1ª e 2ª opção).

De acordo com a Comvest, o fato de a maior parte dos inscritos ser da rede pública de ensino demonstra que essas competições têm forte penetração entre esses estudantes, sendo um fator motivador dos estudos, sobretudo em áreas como matemática, química e física.

“Tivemos uma amplitude de medalhistas em 15 olimpíadas, o que indica que há um nicho a ser explorado, já que interessa à Unicamp ter alunos que venham de experiências educacionais relacionadas às olimpíadas de conhecimento”, afirma José Alves de Freitas Neto, coordenador executivo da Comvest. 

Para o coordenador, o grupo que se inscreveu na nova modalidade tem destaque nas competições mais importantes dentro e fora do Brasil. “Os estudantes premiados representam um perfil específico, tanto de escolas públicas como privadas, que se engajaram na resolução de problemas, desafios científicos ou tecnológicos e se sobressaíram em certames elaborados por sociedades científicas e universidades com alta credibilidade junto à comunidade acadêmica”, afirmou José Alves.

Dentre as 18 competições aceitas, houve inscritos de 15 olimpíadas diferentes, sendo sete internacionais. A Olimpíada Brasileira de Matemática (OBMEP) foi o certame com maior número de inscritos, seguida da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). Entre os cursos mais procurados como primeira opção estão Engenharia de Computação, Cursão (ingresso para: Engenharia Física, Física, Física Médica e Biomédica, Matemática e Matemática Aplicada e Computacional) e Engenharia Elétrica.

No ranking de medalhas, a Comvest registrou 55 medalhistas de ouro inscritos, sendo 5 em competições internacionais, 93 de prata (2 internacionais) e 133 de bronze (7 internacionais), além de duas menções honrosas em olimpíada internacional.

A Unicamp considera como muito exitosa a procura por essa modalidade de seleção, pois atraiu candidatos com um perfil diferenciado e extremamente preparados. “Nossa avaliação é positiva pelo número de candidatos interessados e também pelo ineditismo da proposta, já que foi primeiro ano de oferecimento de vagas nesse sistema de ingresso“, disse José Alves. Segundo o coordenador, a expectativa é que outros cursos da Unicamp venham a aderir ao novo sistema, nos próximos anos, para que mais candidatos possam se interessar pela modalidade.

Como é a classificação

Em cada curso, os candidatos serão convocados por ordem decrescente da pontuação obtida na olimpíada ou competição de conhecimento, pelo curso em 1ª opção, conforme as regras do Edital. Havendo vagas não preenchidas, serão convocados por ordem decrescente os candidatos que optaram pelo curso como 2ª opção.

A convocação para matrícula será feita em até quatro chamadas por curso, que serão divulgadas na página eletrônica da Comvest. A matrícula será realizada em duas etapas: as três primeiras matrículas serão virtuais, realizadas na página da Comvest e, a quarta matrícula, de forma presencial, na unidade sede do curso. Todos os candidatos que realizarem matrículas virtuais deverão também fazer a matrícula presencial, no dia 18 de fevereiro impreterivelmente. 

Caso haja vagas não preenchidas após as quatro matrículas, estas serão transferidas para o Vestibular Unicamp 2019, exceto nos cursos de Ciência da Computação, Engenharia de Manufatura e Engenharia de Produção, que oferecem vagas adicionais. O calendário para as chamadas e matrículas está abaixo.

Os candidatos que concorrem em mais de um sistema de ingresso, devem ficar atentos às regras de convocação na modalidade Vagas Olímpicas:

1) A convocação/matrícula (virtual ou presencial) no processo de Vagas Olímpicas não elimina o candidato dos demais processos, caso esteja participando, a menos que o curso em que foi convocado na modalidade Vagas Olímpicas coincida com o curso de primeira opção em outro processo.

2) Caso o candidato seja convocado em um curso em um dos processos, não será convocado para o mesmo curso em outros processos, ainda que não tenha efetuado a matrícula.

Vagas Olímpicas 2019 – Calendário de chamadas e matrículas

22/1

 

Divulgação da primeira chamada em www.comvest.unicamp.br

22/1 a 23/1

Matrícula virtual da primeira chamada (até as 17 horas), em www.comvest.unicamp.br

29/1

Divulgação da segunda chamada

29/1 a 30/1

Matrícula virtual da segunda chamada (até as 17 horas)

05/2

Divulgação da terceira chamada

05/2 a 06/2

Matrícula virtual da terceira chamada (até as 17 horas)

11/2

Divulgação da quarta chamada

18/2

Matrícula presencial de TODAS as chamadas