Evento Internacional discute relação entre psiquiatria e psicanálise

A Psychoanalysis in Psychiatry Section da World Psychiatry Association (PinP Section-WPA), em conjunto com a Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, promove em Campinas, de 22 a 24 de fevereiro, o 1º Encontro Internacional da Seção de Psicanálise em Psiquiatria da WPA. O evento, que reunirá estudiosos proeminentes do Brasil e do mundo, tem como objetivo a atualização do diálogo entre a Psiquiatria e a Psicanálise, de modo a enfrentarem de forma mais efetiva os grandes desafios contemporâneos no campo da saúde mental.

Inscrições antecipadas (com desconto) até 10 de fevereiro. Acesse o site do evento.

Coordenador do evento, o docente da FCM e secretário da PinP Section-WPA Mario Eduardo Costa Pereira explica que, ao longo das últimas três décadas, à medida em que a Psiquiatria moderna avançou com descobertas revolucionárias em neurociência, genética psiquiátrica e ciências cognitivas, os papéis basilares da Psicopatologia e da Psicanálise foram atenuados.

“Tal transformação profunda do campo psiquiátrico, ainda que de maneira sutil, obscureceu os aspectos fundamentalmente humanos, relacionais e subjetivos intrínsecos à patologia mental. Na atualidade, uma crescente e maciça participação das tecnociências reconfigura a própria prática clínica em saúde mental, interrogando, decisivamente, a especificidade humana dessa prática”, explica Mario Eduardo.

Novas tecnologias computacionais, a adoção de teleconsultas à distância, a virtualização do psiquiatra, o uso de avatares e de Inteligência Artificial interrogam de maneira radical o futuro da Psiquiatria enquanto prática clínica. Tais questionamentos nortearão a programação dos três dias de evento, que contará com a participação de especialistas como Thomas Schulze, presidente da Associação Mundial de Psiquiatria (Alemanha); Juan Mezzich, ex-presidente da WPA e criador da chamada Psiquiatria da Pessoa; Paola Mieli, diretora da Associação Psicanalítica Après-coup (EUA); Miguel R. Jorge, ex-presidente da World Medical Association; e Marina Silva, Ministra do Meio Ambiente do Brasil, pós-graduada em Teoria Psicanalítica e Psicopedagogia.

“Nosso intuito é dar voz aos que são diretamente impactados pelo sofrimento psíquico, escutando o que pacientes, especialistas, pesquisadores e a sociedade em geral almejam de uma parceria renovada. Tal abordagem nos permitirá reconfigurar o estado atual da arte médica em psiquiatria e revisitar como a psicanálise e a psiquiatria podem unir forças para melhor enfrentar o mal-estar, os sofrimentos e as patologias mentais de nosso tempo”, afirma o docente da FCM.

Serviço:

1º Encontro Internacional da Seção de Psicanálise em Psiquiatria da WPA
22 a 24 de fevereiro
Universidade Estadual de Campinas
Inscrições aqui.

Matéria originalmente publicada no site da FCM.

twitter_icofacebook_ico