Galeria inicia programação de 2018 com exposição sobre fotografia e memória

A Galeria do Instituto de Artes (Gaia) abre as atividades de 2018 com a exposição “Itinerâncias, a memória entre a materialidade e a virtualidade fotográfica”, com obras da artista Ligia Minami. A mostra entrou em cartaz em 11 de janeiro e fica aberta ao público até 2 de fevereiro.

Trabalhando como diretora de arte e designer, Ligia Minami apresenta na exposição cianotipias, livros de artista, diários de processo, objetos e um vídeo em time-lapse, fruto de seu estudos sobre a fotografia.

Obra de Ligia Minami

Segundo a apresentação de Ligia Minami, “uma memória constituída por uma fotografia itinerante, que vaga errante entre os pixels da captura digital e a impressão artesanal em cianotipia, transitando por substratos que a tornam permeável às superfícies sobre as quais repousa. (...) Itinerâncias de imagens que contam sobre ocasos de um tempo percorrido pelos afetos, sobre camadas de memória passíveis de escavação futura. Carregam, em sua construção, a única verdade fotográfica possível: a fotografia do interno”.

A exposição “Itinerâncias" faz parte da pesquisa de mestrado de Ligia Minami no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais do Instituto de Artes, cuja defesa da dissertação será realizada no dia 29 de janeiro, às 09h30, na Gaia.

A Galeria do Instituto de Artes fica na Rua Sérgio Buarque de Holanda, s/nº, no térreo da Biblioteca Central 'Cesar Lattes'. A entrada é gratuita. Mais informações pelos telefones (19) 3521-7453 ou 3521-6561, e pelo e-mail galeria@iar.unicamp.br.

Obra de Ligia Minami

 

Imagem de capa

Obra de Ligia Minami
Obra de Ligia Minami