Candidatos sobem ao palco na prova de habilidades específicas em Artes Cênicas

Atores passam o texto e fazem os últimos preparativos para subir ao palco, enquanto o público se acomoda na plateia pronto para acompanhar as apresentações e aplaudir o trabalho dos artistas em cena. Esse poderia ser o relato de algum festival teatral na cidade, mas faz parte da prova de habilidades específicas para as 25 vagas do curso de Artes Cênicas oferecidas pelo vestibular da Unicamp.

O exame de seleção específico de artes cênicas para os 93 candidatos aprovados para a segunda fase do vestibular começou na segunda-feira (23) e termina nesta quarta-feira (25), nas dependências do Instituto de Artes (IA) e da Faculdade de Educação (FE). De acordo com o coordenador da seleção em artes cênicas, professor Mario Alberto de Santana, o objetivo desta fase é selecionar os candidatos que possam aproveitar de uma forma ampla a formação de artista pesquisador oferecida pela universidade. “É fundamental que os candidatos selecionados tenham alguma vivência da profissão que ele escolheu, seja com oficinas, cursos livres, leitura, conhecimento de teoria ou dramaturgia”.

Apresentação de candidata na prova de palco de artes cênicas junto com uma atris réplica no Auditório do Instituto de Artes
Candidata se apresenta na prova de palco de artes cênicas junto com atriz réplica

A seleção em artes cênicas é composta por uma prova teórica, baseada numa bibliografia oferecida previamente envolvendo autores sobre panorama teatral e linguagem artística. Os aprovados neste exame irão em seguida participar de uma prova de aula, que consiste na realização de aulas práticas com três duplas de professores do departamento de Artes Cênicas, onde será avaliado o repertório e a capacidade de cada candidato sobre diferentes vertentes técnicas e de criação.

E por último é realizada a prova de palco, onde os candidatos apresentam uma cena previamente preparada para uma banca examinadora de nove professores, e contam a presença de uma plateia formada por estudantes do curso. Cada apresentação dura cerca de cinco minutos, e os aspirantes às vagas podem escolher um dos 30 autores oferecidos pela bibliografia do vestibular, entre eles Shakespeare, Molíere, Chico Buarque, Oswald de Andrade e Nelson Rodrigues. No palco o ator/candidato conta no máximo com uma mesa, duas cadeiras, um ator para réplica, luz e som.

Para o professor Mario Alberto de Santana, o candidato deve ter uma capacidade reflexiva que contemple os temas e autores que são trabalhados ao longo do curso em diferentes áreas, como a dança, interpretação, direção, musica e canto. “Essa seleção é fundamental para que os nossos alunos possam aproveitar o projeto pedagógico e se formarem como profissionais de artes cênicas propositivos, apaixonados pela atividade que eles exercerão. Não selecionamos os melhores em y ou x, mas os candidatos que possam estar mais preparados para que a nossa formação possam levá-los para uma condição profissional de excelência".

Apresentação de candidato na prova de palco de artes cênicas no Auditório do Instituto de Artes
Candidato faz apresentação solo no palco do auditório do Instituto de Artes 

Um dos candidatos ao curso, Leonardo de Souza Gomes, de 20 anos, veio de São Paulo participar do vestibular. Membro de uma companhia teatral, Leonardo destaca que decidiu prestar o curso de artes cênicas pela excelência da formação oferecida. “Eu conheci a Unicamp por meio de amigos que vieram estudar e falaram bem da área de artes, sempre me indicaram, até que eu decidir vir pela qualidade do curso. Sou apaixonado pela atuação, principalmente pelo teatro contemporâneo, mas estou disposto a aprender tudo que o curso ensinar”.

Outra característica da seleção é a participação ativa dos veteranos do curso de artes cênicas. Alguns participam sendo os atores réplica quando solicitado pelos candidatos, enquanto outros acompanham a prova de palco na plateia do auditório do Instituto de Artes e apoiam os candidatos de diversas formas ao longo do processo. “Os veteranos abrem suas casas para acolher os candidatos que não tem onde ficar em Campinas. Além disso, eles ajudam, preparam e assistem as cenas. Os nossos alunos veteranos cuidam dos candidatos de tal modo que quando entram no primeiro ano eles já se conhecem. Esse aspecto solidário se desdobra ao longo do curso”, relata o professor Santana.

A lista de aprovados na 1ª chamada do vestibular será divulgada no dia 13 de fevereiro na página da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest).

Candidata se apresenta no palco do auditório do Instituto de Artes
Candidata se apresenta no palco do auditório do Instituto de Artes
Candidata se apresenta no palco do auditório do Instituto de Artes
Candidata se apresenta no palco do auditório do Instituto de Artes
Candidata se apresenta no palco do auditório do Instituto de Artes
Candidata se apresenta no palco do auditório do Instituto de Artes
Leonardo de Souza Gomes, candidato ao curso de artes cênicas
Leonardo de Souza Gomes, candidato ao curso de artes cênicas
Professor Mario Alberto de Santana, coordenador da prova de habilidades específicas de artes cênicas
Professor Mario Alberto de Santana, coordenador da prova de habilidades específicas de artes cênicas