E-book aborda atividades essenciais pouco reconhecidas no cotidiano

O livro Invisível, mas essencial: Olhares sobre o trabalho pouco qualificado mostra relatos de várias profissões 

Aparecida Mari Iguti e Inês Monteiro, professoras e pesquisadoras do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp organizaram e publicaram o e-book Invisível, mas essencial: Olhares sobre o trabalho pouco qualificado. O e-book traz olhares de 27 pesquisadores com formações variadas de diferentes instituições de ensino e pesquisa do Brasil.

Inês Monteiro e Aparecida Mari Iguti, docentes do PPG em Saúde Coletiva da Unicamp, são as organizadoras do e-book Invisível, mas essencial: Olhares sobre o trabalho pouco qualificado
Inês Monteiro e Aparecida Mari Iguti, docentes do PPG em Saúde Coletiva da Unicamp, são as organizadoras do
e-book Invisível, mas essencial: Olhares sobre o trabalho pouco qualificado

Eles escrevem sobre o trabalho dos que são considerados não qualificados, mas que habitam o cotidiano das pessoas, sem que sejam vistos: o trabalho das varredeiras de rua e de limpeza hospitalar, os garimpeiros, os funcionários da indústria de abate de frango, os trabalhadores artesanais e até mesmo os coveiros de Lisboa.

“O trabalho dos simples nos permite de ter algum grau de conforto e até mesmo de sermos liberados para nossas ocupações cotidianas. Essa massa de trabalhadores move a economia do país, mas não são vistos nem reconhecidos pelo trabalho essencial que fazem. Eles recebem, muitas vezes, conforme os relatos dos artigos, o menosprezo dos que se consideram cidadãos”, aponta Aparecida Mari Iguti na apresentação do e-book.

##

Leia aqui o e-book.

Matéria original publicada no site da Faculdade de Ciências Médicas (FCM). 

Imagem de capa JU-online

audiodescrição: um escovão de limpeza