João Semir morre aos 81 anos de idade

João Semir morre aos 81 anos de idade
Faleceu na quinta-feira (8) em Campinas, aos 81 anos de idade, o professor colaborador do Instituto de Biologia (IB) da Unicamp João Semir. Ele estava em internação hospitalar desde a última quarta-feira. O professor, embora aposentado há alguns anos, tinha presença frequente no Departamento de Biologia Vegetal do IB e mantinha vários alunos de pós-graduação sob sua orientação.  O corpo de João Semir será cremado, após cerimônia às 15 horas, no crematório Chácaras Campos dos Amarais, ao lado do Cemitério dos Amarais, em Campinas.   

João Semir chegou à Unicamp em 1971, ano em que o então Departamento de Botânica foi criado na Universidade. Na época, o professor era recém-formado em Ciências Biológicas pela USP e recebeu o convite do fundador do departamento, professor Aylthon Brandão Joly para compor o quadro docente em formação. Prosseguiu sua carreira acadêmica ao concluir na USP o mestrado em Botânica. Mais tarde, em 1991, desenvolveria seu doutorado na Unicamp, na mesma área. Os principais temas em que João Semir atuava concentrava-se, principalmente, em taxonomia e sistemática de Asteraceae (Vernonieae), Bignoniaceae, Malvaceae e Orchidaceae e Campos Rupestres.  

Leia matéria do Jornal da Unicamp 

Leia depoimentos de seus colegas

“Nosso colega e amigo João Semir partiu hoje, aos 81 anos, após comemorar seu aniversário no departamento, em agosto último. Estamos muito tristes e chocados com a notícia de seu falecimento. Ele veio à Unicamp em 1971, trazido pelo Dr. Aylthon Joly. Mesmo aposentado, ele continuou atuando como professor-colaborador, pois o departamento era seu mundo, seus colegas e alunos, seus grandes amigos. Orientou muitos alunos, de mestrado, doutorado e pós-doutorado, tendo sido homenageado como grande especialista da família Asteraceae pela comunidade botânica brasileira. Seu aniversário de 70 anos, em 2007, foi muito marcante, a festa-surpresa teve amigos de longa data da Unicamp e de várias instituições. Era muito culto e irreverente, um grande companheiro. Deixa muitas saudades.” (professora Luiza Kinoshita)

 

“Nascido em Palmital no interior paulista no dia 24 de Agosto de 1937, João Semir, contava com 81 anos muito bem vividos. Cursou Graduação em Ciências Biológicas na USP, onde também obteve o grau de Mestre em Botânica em estudo sobre sistemática do gênero Colpomenia (alga parda). Depois, obteve o título de Doutor em Biologia Vegetal pela Unicamp, trabalhando com o gênero Lychnophora (Asteraceae). Deu aulas sobre todos os grupos de plantas que realizam fotossíntese, abordando morfologia, sistemática e evolução. Publicou e orientou inúmeros estudos sobre sistemática, sistemas de reprodução e evolução de diferentes grupos vegetais. João Semir fez parte do primeiro grupo de docentes que montou o Curso de Ciências Biológicas da Unicamp, tendo sido paraninfo da primeira turma deste curso, formada em 1974. Sua escolha como paraninfo logo no começo de sua carreira docente evidencia o reconhecimento pelos alunos de sua mente exuberante e entusiasmada pelo compartilhamento do conhecimento botânico, biológico e da cultura em geral. Pessoa de características peculiares, de extraordinária erudição, era um intelectual eclético e rebelde. Ao longo dos quase 50 anos como botânico, manteve-se fiel ao seu estilo controvertido e, talvez por isso, foi amado por aqueles que tiveram o privilégio do seu convívio, especialmente no Laboratório de Sistemática Vegetal, o qual frequentou até o último dia de sua vida, cercado e apoiado pelos alunos.” (professora Kikyo Yamamoto

 

“Muito triste com a notícia do falecimento do querido professor João Semir, do Instituto de Biologia da Unicamp. Nesse universo com tantos egos inflados e pessoas desprezíveis que é o meio acadêmico, poucas pessoas me inspiraram mais a ser um cientista, observador e amante da Biologia. Com sua sempre presente simpatia e entusiasmo, João Semir será sempre lembrado.” (professor Fábio Papes)